Linha SNS24 adopta novas medidas COVID-19 e é reforçada com mais 750 profissionais de saúde

©CDC
©CDC

Para fazer frente ao crescente número de contactos em contexto de pandemia, a linha SNS24 vai ter um conjunto de novas medidas e mais pessoas a fazer atendimento.

Depois de ter atingido um recorde de chamadas na passada Segunda-Feira (27 de Dezembro) – foram mais de 72 mil em 24 horas – e de haver relatos de utentes que estão «horas» à espera de serem atendidos, o Governo decidiu reforçar os meios da linha SNS24.

Até ao fim da segunda semana de Janeiro, está prometido o reforço com mais 750 profissionais de saúde e não só: «Enfermeiros, psicólogos, farmacêuticos, médicos-dentistas, administrativos, intérpretes de Língua Gestual Portuguesa e estudantes de medicina do sexto ano».

Outra das medidas é a abertura de mais dois call-centers: um em Coimbra (que já está disponível e conta com cem operadores, número que vai chegar aos 250 até «final de Janeiro») e outro em Beja, que abre nos próximos dias.

A linha SNS24 vai ainda ter novos protocolos de encaminhamento de chamadas para todos os contactos COVID: sem risco, baixo ou alto risco (coabitantes com um caso positivo), utentes com teste serológico, PCR, TRAG ou autoteste positivo. Para todos estes contactos, o SNS promete uma «adopção melhorada e alargada de soluções de atendimento automatizado».

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].