La Folie, a colecção de jóias da Mesh que se inspira nos excessos dos loucos anos vinte

©Mesh
©Mesh

A loucura dos anos 20, um período marcado pelo crescimento económico do pós-Primeira Guerra Mundial, é a inspiração para uma colecção de joalharia com ADN nacional.

Quando se passam cem anos sobre a época de prosperidade económica que ficou conhecida como os ‘loucos anos 20’ (roaring twenties), a marca portuguesa Mesh apresenta uma colecção de jóias influenciada por este período.

Nos anos 20 do século passado, depois da Primeira Guerra Mundial, várias economias mundiais deram um salto e, pela primeira vez, muitas famílias conseguiram comprar, pela primeira vez, rádios, automóveis e pequenos electrodomésticos – os poucos que havia na altura.

Euforia a 20 e depressão a 30

F. Scott Fitzgerald, um dos autores norte-americanos que melhor retratou esta época, escreveu um dos livros obrigatórios sobre a opulência dos anos 20: The Great Gatsby; no ensaio Echoes of the Jazz Age temos uma descrição sumária, mas que acaba por retratar bem o que se passou nesta década: «Uma era de milagres, de arte e de excessos».

O ponto final nos loucos anos 20 acabou por ser o crash da Bolsa da Nova Iorque, 24 de Outubro de 1929, que iria provocar a maior crise económica dos EUA, dando início à Grande Depressão dos anos 30.

©Mesh
©Mesh | A opulência e os exageros dos loucos anos 20 foram a inspiração da La Folie.

Quarenta jóias: brincos, colares e pulseiras

Durante quase dez anos, contudo, várias sociedades mundiais viveram de forma abastada, com vários luxos e é esse o período que inspirou os designers da Mesh para criar uma nova colecção de jóias, que chega quando passam cem anos sobre essa época.

A colecção La Folie (loucura) tem quarenta brincos, anéis, colares e pulseiras em prata 925 com banho de ouro 18 quilates e também serve para lembrar uma década que «emancipou todas as mulheres», lembra a marca nacional.

Estas jóias têm nomes de mulher, como Charlotte, Coco, Joséphine, Belle, Edith ou Ella, muitas vezes com os brincos, anéis, colares e pulseiras a terem o mesmo design, para que se possam combinar num look homogéneo.

©Mesh / DR.
©Mesh / DR. | O conjunto de colar, brincos, anel e pulseira Simone fica por 144 euros.

Segundo a Mesh, as jóias têm «formas orgânicas que remetem para os elementos reconhecíveis» dos loucos anos 20 – alguns modelos têm brilhantes ou pérolas. Os preços andam entre os 29 e os 65 euros, com as compras a poderem ser feitas online ou nas duas lojas físicas da marca no Porto.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].