O X marca o lugar do novo restaurante de Olivier em Lisboa: há Bitoque de Lagosta e Picanha de Tamboril

©TRENDY
©TRENDY | Bitoque Lagosta (€68)

Um dos restaurantes mais emblemáticos de Lisboa, o XL, fechou com a chegada da pandemia, mas Olivier da Costa deu-lhe uma nova vida – agora em formato XXL.

«Na minha mesa, não há pobreza». E, a avaliar pela forma como os pratos foram chegando à mesa durante a apresentação do espaço e conceito do XXL aos jornalistas, vai ser mesmo uma mesa farta que os clientes vão ter pela frente quando foram ao renovado XL, que está na Calçada da Estrela há 27 anos.

Ao todo, foram sete pratos postos à prova, aqueles que vão ser os clássicos da carta do novo restaurante de Olivier da Costa em Lisboa: Croquetes de Rabo de Boi, Souflé de Queijo e Espinafres, Picanha de Tamboril, Bitoque de Lagosta, Bife Café Paris, Souflé de Ferrero Rocher e Fatias Douradas.

Para entradas, as saladinhas de infância de Olivier, que o chef diz serem inspiradas em memórias gastronómicas: baba ganoush, favas, beterraba, pimentos grelhados e grão, uma mistura das influências mediterrâneas – marroquinas e francesas – do avô e da avó – o empresário confessou mesmo que falta cumprir o «sonho de abrir um bom restaurante marroquino em Lisboa».

Mas, nos próximos tempos, a realidade de Olivier é mesmo o XXL, que, curiosamente também nasceu da mesma forma: «Sonhei que tinha comprado o XL ao Vasco Gallego [anterior dono]; telefonei-lhe às 7:40 e disse que queria o restaurante. Fechámos o negócio sem hesitações».

As obras de remodelação foram feitas durante a pandemia e os confinamentos – a data de abertura chegou a estar marcada para Maio de 2021, mas atrasos na empreitada ditaram o adiamento; a inauguração chegou a estar a ser equacionada para o Verão, mas o XXL só abriu mesmo esta semana.

©TRENDY
©TRENDY | Na sala, está agora um elefante, para «tirar os elefantes da sala», diz Olivier.

Para dar uma nova vida ao XL, Olivier reformulou a decoração, com peças compradas em antiquários (inclusive alguma da loiça), mas manteve a traça original do restaurante; ainda assim. O mesmo aconteceu à carta: apesar de ter o “dedinho” de Olivier, continuam a estar disponíveis as propostas que deram nome ao XL.

Para já, o XXL abre apenas ao jantar, com cozinha aberta até à uma da manhã. Com vinho (há 190 referências à escolha), dois pratos, duas entradas e duas sobremesas, o preço pode subir facilmente até aos oitenta euros por pessoa (carta completa aqui). As reservas podem ser feiras pelo 911 807 513.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].