Bissexual e activista ambiental: vai ser assim o próximo Super-Homem, filho de Clark Kent e Lois Lane

©DC Comics
©DC Comics

As novas versões de super-heróis da Marvel e da DC estão a quebrar tabus e a adaptar-se aos novos tempos. O próximo Super-Homem é um bom exemplo desta tendência, que apela à diversidade de género.

O novo Super-Homem, filho de Lois Lane e Clark Kent, será bissexual e mais interessado nas questões ligadas ao activismo social e ambiental, em especial no que diz respeito às alterações climáticas e a crises de refugiados.

A confirmação foi feita pela DC Comics, que revela vários detalhes sobre a próxima personalidade de um dos seus super-heróis mais emblemáticos, em paralelo com Batman.

O novo Super-Homem será John Kent e começa a história já numa relação amorosa, também com alguém ligado ao mundo do jornalismo: o repórter Jay Nakamura. O comunicado da DC é, aliás, ilustrado com uma imagem de um beijo na boca entre os dois.

«Todos precisamos de heróis e todas as pessoas, independentemente dos seus ideais ou orientação sexual, têm o direito de se verem representados nos super-heróis», justificou o autor da nova banda-desenhada da DC, Tom Taylor.

©DC Comics
©DC Comics | O novo Super-Homem aparece na banda desenhada Son of Kal-El e tem um namorado jornalista.

O autor lembra que o Super-Homem foi sempre um símbolo de «esperança, a verdade e a justiça», mas que actualmente, pode ir «mais além» e representar outro tipo de causas.

Entre outros sinais de novos tempos no mundo dos super-heróis, temos um Thor feminino na Marvel, um Capitão América LGBT ou uma Ms Marvel muçulmana.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].