Documentário sobre Greta Thunberg estreia-se no Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela

I Am Greta, que segue a vida da jovem activista sueca desde a greve escolar de 2018 até à sua mediatização internacional, é o cabeça de cartaz da edição de 2021 do CineEco.

Em Outubro, será possível assistir à estreia nacional do documentário I Am Greta. O filme é o grande destaque da edição de 2021 do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela.

O documentário, realizado por Nathan Grossman, tem uma sessão às 21:30 do dia 13 de Outubro, na Casa Municipal da Cultura em Seia. Aqui, vamos poder ver como é que a activista sueca lidou com a mediatização internacional.

I Am Greta começa com a greve escolar de 2018 protagonizada por Thunberg e vai até à sua travessia do Atlântico, no final de 2019, quando chegou a Lisboa e partiu para os EUA, para discursar na ONU.

CineEco 2021 tem 39 documentários portugueses

Além deste documentário, o Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela conta ainda com La Croisade (um casal descobre que o seu filho de treze anos «vende secretamente bens preciosos para financiar um projecto ambiental ambicioso»), O Lago Sagrado (de Mário Lisboa, sobre o Lago Baikal, na Rússia) e Curtir a Pele (de Inês Gil, sobre uma fábrica de curtume de pele na Beira Alta).

O CineEco 2021 arranca a 9 de Outubro e só termina no dia 16; ao todo há, filmes de mais de vinte países – 39 destes, são «documentários portugueses produzidos em 2020 e 2021», sublinha a organização. Para mais informações pode visitar o site oficial.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].