Tem roupa em segunda mão para vender? Chegou a Portugal uma app para destralhar o guarda-vestidos

Treze anos depois de ter sido criada na Lituânia, a Vinted chega a Portugal para ser alternativa ao OLX e Facebook na venda de roupa em segunda mão.

A app lituana Vinted, que levou a empresa com o mesmo nome a tornar-se o primeiro unicórnio deste país europeu, chegou a Portugal esta semana. A promessa é dar uma nova forma de vender roupa em segunda mão.

Com «45 milhões de utilizadores nos Estados Unidos, Canadá e em doze países da Europa», a Vinted dá possibilidade de qualquer pessoa vender roupa que já não use com o objectivo de «promover a economia circular». Na app, os portugueses podem também comprar roupa de utilizadores estrangeiros.

Tal como acontece no OLX ou no Marketplace do Facebook, duas plataformas que agora ganham uma nova concorrente, não há qualquer taxa associada às vendas – ou seja, o vendedor ganha exactamente o valor que pede pelas peças.

Jogos, consolas e brinquedos numa app de roupa?

Contudo, a Vinted oferece uma protecção-extra aos compradores: se o comprador pagar 5% do valor total do artigo e mais uma taxa de setenta cêntimos fica protegido contra «extravios ou fraude». A app pode ser descarregada aqui para iOS ou Android, mas também tem site.

©Vinted / DR.
©Vinted / DR. | Apesar de ser promovida como uma plataforma de venda de roupa em segunda mão, também há jogos e consolas à venda na Vinted.

Apesar de a app se apresentar como plataforma de venda de roupa sem segunda mão, na Vinted é possível encontrar brinquedos, jogos, consolas e objectos de decoração para casa.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].