Nun me Lhembra de Squecer. É este ano que ouvimos o primeiro dsico de jazz em mirandês?

Os poemas são de Amadeu Ferreira e é Isabel Ventura quem lhes dá voz. O primeiro disco de jazz em mirandês está à procura de financiamento em crowdfunding.

Nun me Lhembra de Squecer. É este o nome do disco em mirandês que pode ver a luz do dia em breve – neste momento está à procura de um financiamento de três mil euros no site português de crowdfunding PPL.

A cantora é Isabel Ventura e os poemas são de Amadeu Ferreira, um dos «maiores defensores da língua mirandesa», falecido em 2015. Com lançamento previsto para Setembro, este disco tem um objectivo: «Preservar a segunda língua oficial de Portugal», diz a autora, que já tem dois discos de jazz no currículo.

Campanha de crowdfunding está aberta até 1 de Junho

«A língua sempre me foi muito familiar. Passei grande parte das minhas férias numa aldeia que pertence ao planalto mirandês, Campo de Víboras, e numa dessas viagens surgiu esta ideia», conta Isabel Ventura.

Para já está disponível no YouTube um teaser do tema Nun me Lhembra de Squecer, com um minuto; já a campanha de crowdfunding está activa até 1 de Junho.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].