COVID-19 e supermercados: mais de 90% dos portugueses sentem-se inseguros quando vão às compras

©Viki Mohamad
©Viki Mohamad

A conclusão é de um inquérito feito por investigadores da Universidade Portucalense, que revela uma queda drástica na percentagem das pessoas que sentia total segurança.

O estudo ‘Alterações ao Comportamento do Consumidor Português na Compra de Alimentos Durante a Pandemia da COVID-19‘ concluiu que apenas 6,4% dos portugueses que participaram num inquérito se sentem em «total segurança» quando vão ao supermercado.

Esta percentagem contrasta com os 71,8% que havia antes da pandemia e está em linha com um valor ainda mais “alarmante”: 93,5% dos inquiridos dizem que se sentem «inseguros» quando vão às compras.

Os investigadores da Universidade Portucalense, que trabalham no projecto REMIT (Research on Economics, Management and Information Technologies) concluíram ainda que as deslocações ao supermercado passaram de três para uma vez por semana e que 72% das pessoas demoram trinta minutos ou menos no supermercado, sendo que o valor médio de cada ida às compras é de 57,20 euros.

Este estudo foi feito entre Novembro de 2020 e Fevereiro de 2021, com uma amostra de 741 consumidores portugueses.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].