“Justiça Salomónica” nos Prémios Sophia 2020: Variações e A Herdade dividiram 14 prémios

©Academia Portuguesa de Cinema
©Academia Portuguesa de Cinema | Sandra Faleiro

Os dois melhores filmes portugueses acabaram por receber, justamente, a maioria das estatuetas douradas nacionais: sete para cada um.

Variações e A Herdade não se ficaram a rir um do outro: a edição 2020 dos Prémios Sophia, que apenas aconteceu dia 17 de Setembro, devido ao adiamento provocado pelo período de confinamento (era para ter sido a 22 de Março), acabou por dividir ao meio catorze prémios pelos dois filmes.

A entrega das estatuetas que distinguem o que de melhor se faz no cinema em Portugal acabou por ser, este ano, uma cerimónia de “compensações” entre os dois filmes: se Sérgio Praia foi o Melhor Actor, pela sua interpretação em Variações, Sandra Faleiro (na foto, em cima) conquistou o prémio de Melhor Actriz Principal, em A Herdade.

Nos papéis secundários, mais divisões entre os dois filmes: o Melhor Actor foi Filipe Duarte (que faleceu este ano) e Ana Vilela da Costa, a Melhor Actriz – Variações e A Herdade, respectivamente.

©Academia Portuguesa de Cinema
©APC | Sérgio Praia ganhou o Prémio Sophia para Melhor Actor, em Variações.

Se a Melhor Fotografia foi para A Herdade, o Melhor Som foi para Variações. Apesar de terem ambos conquistado sete Prémios Sophia, o desequilíbrio começa a acontecer quando se fala em estatuetas “principais” e “secundárias”.

As primeiras foram para A Herdade: Melhor Filme, Melhor Realizador (Tiago Guedes) e Melhor Argumento Original. O filme que conta a história de «uma família proprietária de um dos maiores latifúndios da Europa, na margem sul do rio Tejo» acabou ainda por ganhar a Melhor Montagem.

Já Variações acabou por ganhar as outras quatro estatuetas “secundárias”: Melhor Guarda-Roupa, Melhor Maquilhagem e Cabelos, Melhor Banda Sonora Original, Melhor Canção Original. Os restantes nove prémios ficaram assim distribuídos:

Melhor Direcção Artística: O Grande Circo Místico
Melhores Efeitos Especiais/Caracterização: Diamantino
Melhor Curta-Metragem de Ficção: A Fábrica
Melhor Curta-Metragem de Documentário: Raposa
Melhor Documentário em Longa-Metragem: Até Que o Porno nos Separe
Melhor Série/Telefilme: Sul
Melhor Argumento Adaptado: Tristeza e Alegria na Vida das Girafas
Melhor Curta-Metragem de Animação: Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias)
Prémio Sophia Estudante: Loop
Prémio Sophia Carreira 2020: Alfredo Tropa, António-Pedro Vasconcelos e Fernando Matos Silva

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].