Moviik ©Edigma

Moviik Contact-Free, a nova tecnologia portuguesa que quer evitar o «pânico» de estar numa fila

Desenvolvida pela empresa nacional Edigma, a tecnologia Contact-Free da Moviik permite evitar filas com um sistema de senhas virtuais que ficam disponíveis numa app para smartphones.

É um sistema quase idêntico ao que encontramos, por exemplo, nas lojas do cidadão e que nos permite usar o smartphone para tirar uma senha virtual e controlar os números até que chegue a nossa vez.

O modelo é adaptado ao contexto da limitação de pessoas em espaços comerciais imposto pelas normas do Estados de Emergência e de Calamidade – este último entrou em vigor, em Portugal, na primeira semana de Maio.

Senhas podem ser “tiradas” com leitura de um código QR

O sistema funciona com dois pilares: uma aplicação web para clientes e uma plataforma de controlo e emissão de senhas virtuais que tem de ser implementada pela loja. Depois de criada essa plataforma, podemos usar o smartphone para “tirar” uma destas senhas.

A forma como isto é feito depende de loja para loja, mas uma das formas mais fáceis será a de fazer scan a um código QR que estará no local; contudo, a Edigma (que criou a empresa Moviik para desenvolver este sistem) diz que também é possível ter senhas por SMS ou a partir dos site dos comerciantes, por exemplo.

Moviik Contact-Free promove o distanciamento social

Quem não tiver smartphone e não conseguir usar esta tecnologia, tem de dar o nome ao «segurança de loja» que faz o registo da pessoa na aplicação usada para gerir as senhas virtuais. Depois, há um ecrã que mostra, na parte de fora dos espaços comerciais, a nossa vez.

Moviik Contact Free ©Edigma

A espera pode, assim, ser feita de uma forma que não implica filas, já que os utilizadores sabem que posição ocupam e só precisam de se aproximar da entrada da loja quando a sua vez se estiver a aproximar, o que também acaba por promover o distanciamento social.

Para já, a Moviik Contact-Free ainda não está disponível de forma generalizada, mas a empresa garante que há vários interessados a nível mundial para usarem esta tecnologia como forma de gerir e controlar entradas.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].