Mascara MOxAd-Tech ©Sonae
Mascara MOxAd-Tech ©Sonae

MOxAd-Tech, as máscaras reutilizáveis portuguesas custam 10 euros e vendem-se online

É uma criação da MO, em conjunto com a Universidade do Minho, a Adalberto, o Citeve e o Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes. As MOxAd-Tech chegam esta semana às lojas Sonae.

Continente,Well’s e o site da MO (a marca de roupa da Sonae) são as lojas onde já é possível comprar as máscaras reutilizáveis MOxAd-Tech, por 10 euros.

Segundo a Sonae, estas máscaras têxteis apresentam características «antimicrobianas com eficácia comprovada contra vírus e bactérias» e estão certificadas oficialmente como «máscaras sociais de nível 2 profissional» por um dos parceiros desta iniciativa, o Citeve.

Máscaras MOxAd-Tech aguentam 50 lavagens a trinta graus

Além do Citeve, há mais três entidades que se juntaram à Sonae e à MO para criar as MOxAd-Tech: o fabricante têxtil Adalberto, a Universidade do Minho e o Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, onde «decorrem testes específicos para a COVID-19».

Entre as outras características das MOxAd-Tech está a garantia de «retenção de partículas na ordem dos 95%» e a preservação de um nível de «eliminação microbiana de perto de 100%», mesmo depois de «cinquenta lavagens domésticas a 30.ºC».

MOxAd-Tech ©Sonae

As máscaras podem ser compradas online do site da MO por 10 euros (tamanho único) e esta semana chegam também às lojas Well’s e aos hipermercados Continente. As MOxAd-Tech estão, também a passar por um processo de patente e a Sonae quer fazê-las chegar a mais lojas do grupo, em breve.

Estudo comprova que máscaras inactivam o coronavírus

Um estudo tornado público no final de Julho demonstrou que a MOxAd-Tech é a «primeira máscara têxtil e reutilizável com capacidade comprovada para inactivar o novo coronavírus», diz o CM.

Esta conclusão surge na sequência de testes feitos pelo «Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, tornando-a na primeira máscara com capacidade de inactivar o vírus SARS-CoV-2», dizem os responsáveis pela criação da marca.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].