SEGA Mega Drive Mini
SEGA Mega Drive Mini

A Mega Drive está de volta: SEGA imita PlayStation e Nintendo com uma miniconsola que chega em Setembro

Tal como a Nintendo tinha feito com a NES, a SNES e a Sony com a primeira PlayStation, é a vez de a SEGA anunciar uma miniconsola com uma série de jogos carregados.

Foi durante o SEGA Fes, um festival de jogos e cultura pop que a marca organiza no Japão, que a marca oficializou o lançamento de uma mini Mega Drive que vai trazer uma série de jogos pré-carregados, tal como a Nintendo fez com SNES e NES e a Sony com a PlayStation.

Esta mini Mega Drive (que nos EUA se chama Genesis) vai trazer dois comandos iguais aos originais, com três botões (A,B,C) e um controlo de direcção, que se ligam por USB à consola.

A Mega Drive mini vai ser uma recriação da primeira consola de 16-Bit lançada pela SEGA lançada em 1988, no Japão, com o controlo de volume para auscultadores, botão de reset; até existe a entrada para cartuchos e a ligação lateral para o Mega CD.

Contudo, o controlo de volume, a entrada para os cartuchos e o espaço onde estaria a ligação ao Mega CD não funcionam e são apenas detalhes cosméticos, para manter esta nova consola o mais fiel possível ao design original.

A consola da SEGA vai ter quarenta jogos incluídos e já se conhecem os primeiros dez, onde estão títulos como Comix Zone, Ecco the Dolphin e, claro, o primeiro Sonic.

Na lista inicial de jogos estão ainda Castlevania: Bloodlines, Space Harrier II, Shining Force, Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine, ToeJam & Earl, Altered Beast e Gunstar Heroes.

Esta consola, que se liga à TV por HDMI tem data prevista de lançamento para 19 de Setembro de 2019, mas ainda não há confirmação de que estará disponível de forma directa em Portugal.

O preço será de 79,99 euros e até já existe um site onde se podem fazer as encomendas: genesismini.sega.com.

Mega Drive Mini

A Mega Drive mini já tinha sido anunciada há um ano e o seu lançamento deveria ter ocorrido em 2018, para coincidir com o 30.º aniversário da consola, mas foi adiado.

Além disso, esta não é a primeira vez que a SEGA se aventura no mercado do retro gaming com o regresso da Mega Drive, uma vez que já tinha licenciado a marca a outras empresa como a ATGAmes, que chegaram mesmo a lançar consolas com jogos incluídos.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].