Monstra 2019 Canadá
Monstra 2019 Canadá

Festival de Animação Monstra 2019 apresenta-se ao público mas deixa de fora a competição portuguesa

A edição desta ano da Monstra já foi apresentada, mas começa com o pé esquerdo: não houve anúncio da competição portuguesa.

A Monstra é daqueles festivais incontornáveis em Lisboa: todos os anos é mostrado o melhor que o cinema de animação tem para mostrar, de filmes mais comerciais a outros mais indie.

Esta festa do cinema animado já se acostumou a passar pelo São Jorge e esta é também uma grande oportunidade para os autores nacionais mostrarem o seu trabalho.

Mas, numa decisão inédita em muitos anos, a organização da Monstra não apresentou a competição nacional e apenas dedicou uma frase muito curta e lacónica num comunicado com quase 1300 palavras.

«Brevemente será divulgada a competição portuguesa da Monstra 2019, num momento que reunirá realizadores e produtores». Contudo, o TRENDY sabe que esta decisão não acontece por razões estratégicas, que poderiam servir para dar mais destaque ao anúncio, mas sim pelo facto de a organização não ter a selecção de filmes nacionais pronta a tempo do anúncio da programação do festival.

Ainda assim, a Monstra – Festival de Animação de Lisboa 2019 já tem datas marcadas e vai mesmo, mais uma vez, tomar de assalto o Cinema São Jorge, este ano entre 20 e 31 de Março.

Esta, que será a 18.ª edição da Monstra, vai ter mais de 550 filmes, entre longas, curtas e curtíssimas (filmes até dois minutos), de meia centena de países, com o Canadá a ser o país homenageado.

Os autores Norman Mclaren, Frédéric Back e Caroline Leaf estarão presentes e será feita uma «grande retrospectiva» do National Film Board of Canada, «a grande produtora de cinema independente canadiana que este ano completa oitenta anos de existência», lembra a organização

Apesar de não ter anunciado a competição nacional, a Monstra deste ano conta com seis estreias de filmes portugueses na competição de longas que, ao todo, tem sete participantes – apenas um é estrangeiro.

Nos principais destaques do Festival de Animação de Lisboa estão os filmes Mirai (está nomeado para os Óscares e estreia em Portugal, do japonês Mamoru Hosoda), Funan (Denis Do), This Magnificent Cake! (Marc James Roels e Emma De Swaef), Tito e os Pássaros (Gustavo Steinberg, André Catoto e Gabriel Bitar) e Dilili a Paris (Michel Ocelot).

Ainda este ano há as habituais retrospectivas, homenagens, exposições, sessões temáticas e a Monstrinha, com filmes de animação para crianças. ainda antes de a Monstra começar, o Museu da Marioneta tem uma exposição que faz parte das actividades paralelas do festival, com os cenários e bonecos dos estúdios Aardman.

Como também á habitual, a Monstra não vai apenas andar à solta no Cinema São Jorge: o Cinema City Alvalade, o Cinema Ideal e a Cinemateca Portuguesa também vão passar filmes.

O festival vai ainda ter sessões em «mais de cem escolas» em escolas dos concelhos de «Lisboa, Almada, Sintra, Barreiro, Salvaterra de Magos, Ferreira do Alentejo, entre outros», diz a organização.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].