Férias Crianças Jetcost

Verão: filhos têm regras mais relaxadas durante as férias

por • 22 Agosto, 2017 • Verão ☀️Comentários fechados em Verão: filhos têm regras mais relaxadas durante as férias243

Quase um de cada três pais portugueses permite que os seus filhos menores bebam álcool durante as férias. Esta é uma das conclusões e um estudo feito pelo motor de busca Jetcost.

Nas férias tudo é mais relaxado, calmo e despreocupado, mesmo para os pais que passam as férias com os seus filhos. Este é o dado que explica as conclusões de um estudo do motor de pesquisa de viagens Jetcost.

O resultado é um alívio das regras que os pais aplicam aos filhos durante o resto do ano: deitar mais tarde, refeições menos controladas ou gastar mais dinheiro do que o habitual, são algumas das benesses dadas pelos adultos.

No entanto, a Jetcost concluiu que os pais se «deixam levar por algum relaxamento» ao permitir que os menores «bebam álcool», dado que pensam que «isso pode não ser importante».

A todos, a empresa fez perguntas sobre as férias em família e o que os pais permitiam que os seus filhos fizesses durante as mesmas.

Inicialmente, foi perguntado se, durante as férias, aliviavam um pouco as regras que impõem aos seus filhos durante o resto do ano: 76% respondido que sim. Um das razões dadas pelos pais para dizerem isto foi: «Ao estarem de férias, merecem desfrutar pouco mais da vida».

Depois, pediu-se aos pais que dissessem quais as regras que permitiam não cumprir na íntegra aos filhos. O top 5 das respostas foi:

1. Deitar mais tarde que a hora habitual: 89%;
2. Brincar ou passear fora de vista com estranhos: 63%;
3. Comer o que querem e quando eles querem: 55%;
4. Gastar o seu dinheiro ou pagar como quiserem: 47%;
5. Beber alguma bebida alcoólica: 30%;

Aos que disseram que deixaram os seus filhos beber álcool durante as férias, pediu-se que dissessem qual a idade em que o permitiram: dez anos foi média.

Ao perguntar-se que tipo de bebidas alcoólicas eram mais propensos a deixar beber os seus filhos, as respostas dos pais entrevistados foram: alcopops, (35%), sangria ou vinho com gasosa (30%) e cerveja (25%).

Apenas 3% dos entrevistados admitiu ter permitido que os seus filhos bebessem uma bebida com maior % de álcool. Quando se lhes perguntou qual a razão por que permitiam que os seus filhos o fizessem, quase todos os entrevistados disseram: «Por beberem uma vez, nada acontece».

Quanto aos resultados a nível europeu, os portugueses são os quartos da Europa que permitem aos filhos beber bebidas alcoólicas numa idade abaixo dos quinze anos. Os franceses admitiram que deixam os filhos provar álcool logo aos sete anos.

“A Jetcost concluiu que os pais se deixam levar por algum relaxamento ao permitir que os menores bebam álcool, dado que pensam que isso pode não ser importante”.

«Não estamos surpreendidos pelo facto dos pais relaxarem um pouco as suas regras durante as férias, mas devemos reconhecer que, nos chama à atenção a idade que os pais portugueses começam a deixar beber os seus filhos», disse um responsável da JetCost.

Artigos Relacionados