Natal sem excessos: 7 dicas para se manter fit durante as festas

O TRENDY e a Drink6 reuniram sete dicas para não deitar por terra o regime que tem andado a fazer depois que veio de férias.

Para muitos, esta é uma realidade inevitável: assim que chega o Natal, relaxamos um bocado e começamos a comer muitos dos doces que nos aparecem à frente. O espírito de sacrifício é posto de parte e lá marcham uma dúzia de sonhos e filhoses num abrir e fechar de olhos.

Se é verdade que isto até acaba por ser bom para um corpo regrado, ao actuar como uma recompensa e para fazer uma espécie de reset ao sistema, é importante não abusar e atacar a mesa dos doces com moderação.

A ideia é incutir algumas regras na sua alimentação em tempo de festas para que não tenha de começar Janeiro a partir da estaca zero. É possível desfrutar do melhor que a gastronomia de Natal tem para oferecer, mas sempre com moderação. estas sete dicas vão ajudar a que consiga isto mesmo.


1 – Escolha os dias dos excessos

Escolha três ou quatro dias para comer à vontade e sem muitas restrições: Consoada, dia de Natal, noite de Fim de Ano e Dia de Ano Novo, por exemplo. Entre estas festas faça uma alimentação moderada e, sempre se possível, faça um plano de detox entre os próximos fins-de-semana.


2 – Ajude o corpo a não absorver gordura

Entre as suas refeições mais à vontade, ingira alimentos que ajudam a absorver a gordura consumida. Entre os mais indicados estão o arroz integral, a papaia, a aveia e os citrinos.


3 – Tenha cuidado com os jantares pesados

Os “maus” hidratos de carbono são desaconselháveis ao jantar. É natural que não se possa fugir ao pão branco, aos doces, ao arroz, às batatas, por isso consuma estes alimentos com moderação e acompanhe com vegetais. E a seguir ao jantar, não vá a correr para o sofá – aproveite para fazer algumas tarefas em casa.


4 – Não se sente esfomeado à mesa

Antes das refeições mais pesadas, coma um snack como uma peça de fruta e uma bolacha de água e sal ou então duas bolachas de milho ou arroz, com um pouco de proteína, como por exemplo uma fatia de fiambre de peru ou frango. Isto fará com que a porção que vai comer ao jantar seja mais reduzida.


5 – Faça exercício

Os ginásios não fecham durante estas duas semanas, por isso não há desculpas para ficar em casa alapado a comer os últimos doces de Natal. Contudo, nos fins-de-semana, a realidade deve ser a contrária, por isso aproveite para caminhar ou correr para manter o corpo em movimento.


6 – Mantenha-se hidratado

Às vezes parece que temos fome, mas na realidade pode ser apenas um sinal de sede. Experimente beber um ou dois copos com água antes de se atirar às filhoses e aos sonhos para “enganar” o cérebro. Aproveite também para incluir o chá verde nas suas bebidas diárias e, se possível, às refeições ou imediatamente após as mesmas.


7 – Resista dizer «sim» a tudo

Avós, tias e mães estão sempre preocupadas com o facto de termos de provar tudo o que está na mesa. Não tenha receio de dizer «não» e faça uma curta selecção do que vai comer num dia. E nem pense em encher esse prato de cabrito, leitão ou borrego; guarde a gula para o bacalhau cozido e para os vegetais.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].