Galo de Joana Vasconcelos passa a “cantar” em frente ao Tejo

Conhecida pelas suas obras polémicas e que dividem muitas opiniões, Joana Vasconcelos reinterpretou, desta vez, um dos grandes ícones portugueses: o Galo de Barcelos.

Imponente, mesmo em frente ao rio Tejo (Ribeira das Naus), esta escultura chamada Pop Galo tem cerca de nove metros, uma estrutura interna de fibra de vidro e é toda preenchida com azulejos que têm as cores típicas do Galo de Barcelos: preto, vermelho, amarelo, verde e azul.

A escultura, que esteve cerca de dois anos em produção, tem ainda várias luzes das mesmas cores que se vão acender à noite.

A inauguração chegou a estar marcada para hoje, dia 3 de Novembro, mas foi adiada para domingo, dia 6 às 17 horas: as «condições climatéricas» foram a a justificação dada pela comunicação da marca para esta decisão.

«Integrada na estratégia de responsabilidade social de Gallo, esta ligação à artista vem reforçar o compromisso da marca em promover o talento nacional, apostando na valorização e inovação como fator diferenciador», explica Pedro Cruz, CEO da Gallo Worldwide.

Esta não é a primeira vez que Gallo e Joana de Vasconcelos colaboram: em 2015 a artista e a marca lançaram uma edição do azeite Gallo Clássico Extra Virgem com um rótulo redesenhado.


Créditos da foto: Tiago Varzim

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].