A marca viral de vinhos criada por Francisco Eduardo como resposta à pandemia e ao confinamento, tem uma nova colecção de nove garrafas.

O Cais do Sodré é a nova casa do mais recente listening bar em Lisboa. O Dahlia tem uma sala com um tratamento acústico especial e dezenas de vinis de vários estilos para ir ouvindo.

A Happy Socks criou uma gift box de edição exclusiva e limitada com três pares de meias que evocam Portugal.

Numa parceria com o grupo Mercantina, o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia tem, a partir deste mês, um novo restaurante que se junta ao Café e ao Riverside Bar & Bistro.

O restaurante de Lisboa especializado em ramen tem uma nova carta de Verão, onde os pratos quentes dão lugar a caldos frios, saladas e gelados.

A Universidade de Coimbra está a desenvolver várias receitas tradicionais que usam algas como ingrediente de base, de sopas a pudins.

A marca portuguesa Oiôba criou um novo fato de surf preparado para águas mais quentes: por cada venda do Soma, a marca dá um a uma ONG de São Tomé e Príncipe.

Mesmo ao lado da entrada da Ericeira, de quem chega pela A8, o Ericeira Lovers – Prime Villas tem seis casas T1 a partir de 150 euros/noite.

A ideia surgiu durante o primeiro confinamento, entre Março e Maio de 2020: Sofia Lencastre e Pureza Champalimaud quiseram usar o humor para lutar contra a pandemia.

A perda de gordura comprova-se mais eficazmente a partir de exercícios de força que envolvam grandes grupos musculares.

Revelada em Abril, a Kaseberga foi um trabalho entre a Ikea e a World Surf League, que juntou designers da marca a surfistas. Agora, chega às lojas portuguesas.

Não é um restaurante, mas todos os meses tem provas de degustação; não é um talho, mas vende carne ao público. A Hangus assume-se como uma «beef boutique».