Floats of Fun: a marca portuguesa de bóias de luxo em que a reciclagem vale 10% de desconto

©Floats of Fun | Capri Under the Sun
©Floats of Fun | Capri Under the Sun

Há uma nova marca portuguesa que já está de olhos no Verão. A Floats of Fun está no mercado das bóias de luxo e garante ter responsabilidade ambiental.

Asas de anjo, cisnes, conchas, arco-íris, chaise-longues e unicórnios, tudo em tamanho XXL. A Floats of Fun assume-se como uma marca portuguesa de «insufláveis de luxo», com bóias que podem chegar aos 69,95 euros.

Segundo Rui Geraldo Elias, responsável pela marca, a Floats of Fun compra os modelos na China e depois faz a «adaptação e personalização de modelos existentes», com cores e texturas, entre outros critérios.

Além da questão estética, essencial para garantir o «prazer de diversão na água», a marca tem também um conceito ligado à sustentabilidade: «Todos os insufláveis são produzidos com material reciclável e quando atingirem o fim da sua vida útil, poderão dar vida a novos produtos».

©Floats of Fun
©Floats of Fun | As Tube Floats são as bóias mais acessíveis da marca: custam menos de quarenta euros.

Para incentivar os clientes a devolver bóias para reciclagem, a Floats of Fun oferece um desconto de 10% na compra de uma nova, na loja online da marca ou em «revendedores oficiais». Rui Geraldo Elias garante ainda que as bóias são feitas num «material resistente, para prolongarem o seu período de vida»: em concreto, PVC com espessura de três milímetros, «não tóxico e sem ftalatos».

Em paralelo com as bóias de luxo, com os formatos de asas e cisnes, por exemplo, a marca também tem modelos convencionais redondos (os Tube Float) com cerca de um metro de diâmetro, com um preço mais acessível: 34,95 euros. Na loja online é ainda possível encontrar acessórios de praia, como sacos, pousa cabeças, chapéus e ainda bombas de ar eléctricas para encher as bóias.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].