Uber Eats lança alternativa de delivery para restaurantes com taxa de 10% – mas com um grande contra

©Uber Eats
©Uber Eats

Nos últimos tempos, a Uber Eats tem sido criticada por manter taxas de operação demasiado altas para os restaurantes que queiram estar na app. Esta é a resposta da empresa.

A partir de Março, a Uber Eats tem uma alternativa de delivery low-cost, que evita o pagamento da actual taxa de 30%, um valor cobrado para que os restaurantes estejam presentes na app: o serviço Pedidos Online. Esta é a resposta da app às recentes críticas e contestações que tem recebido nos últimos tempos.

«Após ouvir as preocupações e opiniões dos restaurantes parceiros, a Uber Eats lança este serviço para oferecer uma alternativa aos restaurantes que melhor responda às suas necessidades no momento actual e que lhes permita começar a preparar o regresso à normalidade», diz a empresa em comunicado.

Todos os recursos da Uber Eats, menos estar na app

Na prática, o que a Uber está a oferecer é toda a estrutura de encomendas online, pagamentos e entregas com a sua rede de estafetas, para que os restaurantes interessados a integrem nos seus sites. Pelo Pedidos Online, a Uber Eats cobra uma taxa de 10%.

Basicamente, os restaurantes que optem por esta alternativa têm acesso a toda a infraestrutura de backoffice da Uber Eats, mas ficam impedidos de entrar na app e no site, o grande contra desta solução. Ainda assim, será possível aos restaurantes «criar uma página de pedidos online com apenas um clique», sem mais custos.

Segundo a Uber, o novo serviço Pedidos Online vai estar disponível para «novos restaurantes e comerciantes», assim como para os negócios que já estão na app.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].