Áustria disponibiliza hospitais para receber doentes portugueses de cuidados intensivos com COVID-19

@Thomas Ledl / AKH Wien
@Thomas Ledl / AKH Wien

O anúncio foi feito pelo chanceler austríaco hoje no Twitter. Sebastian Kurtz revelou já ter conversado sobre esta possibilidade com António Costa.

A Áustria disponibilizou-se para receber doentes portugueses de cuidados intensivos com COVID-19. A possibilidade de se transferirem pacientes graves para outros países tinha sido avançada na últimas semanas, depois de a situação de ruptura dos hospitais se ter agravado em Portugal.

Sebastian Kurtz anunciou, na sua conta oficial do Twitter, que a Áustria será um destes países: «Já acolhemos doentes de cuidados intensivos de França, Itália e Montenegro na pandemia e agora vamos aceitar também doentes de cuidados intensivos de Portugal».

Salvar vidas humanas sem burocracia

O chanceler austríaco disse ainda que «esteve em contacto com António Costa» e que esta decisão surge na sequência da «situação tensa de COVID-19 em Portugal». Kurtz justifica ainda esta ajuda da Áustria como um «imperativo de solidariedade europeia» e que o país o vai fazer de «forma rápida e desburocratizada» para «salvar vidas humanas».

Para já ainda não se sabe quando é que Portugal vai começar a enviar doentes para a Áustria, mas esta é uma acção que deve avançar nas próximas semanas. Neste momento, há mais de 6500 internados com COVID-19 (840 em UCI) nos hospitais portugueses.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].