Há mais um restaurante virtual na Glovo: já podemos pedir comida mexicana no Amor Y Odio

©Armando Jorge Mota Ribeiro | Amor Y Odio

A Glovo conta, a partir desta semana, com mais um restaurante virtual na app: depois do Savage, é a vez do Amor Y Odio, também com comida sul-americana.

A tendência dos restaurantes virtuais (que não têm espaço físico aberto ao público e só funcionam pelas apps de entregas) começou em 2019 com o Savage de Olivier, que se estreou na Uber Eats. Já este ano, nasceu o AltraVolta (italiano) e o A-Bao-T (asiático), este último do Grupo Seame.

E é precisamente o Grupo Seame que lança mais um restaurante com este conceito, o Amor Y Odio, embora os responsáveis garantam que vai haver uma loja física «quando a tormenta passar», ou seja, quando a situação da pandemia de COVID-19 ficar mais calma. As entregas pela Glovo são feitas apenas em Lisboa.

O Amor Y Odio tem um menu tex mex (o nome que se dá à fusão da gastronomia mexicana com a dos EUA) onde as opções se limitam aos burritos – há três à escolha: El Original (9 euros) com arroz e pasta de feijão; o San Diego Style (também 9 euros), que em vez do arroz e feijão tem batata doce; e o Desnudo (9,75 euros), igual ao Original, mas sem tortilha.

©Armando Jorge Mota Ribeiro | O menu do Amor Y Odio tem burritos personalizáveis, nachos e cerveja mexicana.

Todos podem ser personalizados com vários ingredientes: à escolha temos carne de porco, frango, chilli, camarão, vegetariano com tofu e cogumelos, ou surf & turf (porco e camarão); e os molhos – mexicano (tomate, jalapeños, quindilla e pimentão vermelho), salsa verde, habanero (pimentos vermelhos, cebola, alho e malagueta) ou o chipotle (pimenta vermelha e jalapeños maduros fumados).

No Amor Y Odio também podemos pedir os clássicos totopos (ou nachos, por 3,50 euros) em versão normal (com cheddar e guacamole) ou picante (com pico de Gallo – tomate, cebola, coentros, azeite lima e jalapeños. Nas bebidas há Chelada (cerveja, sumo de limão e gelo (3,50 euros) e as cervejas Corona ou Sol (também por 3,50 euros).

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].