Swatch cria colecção de relógios com materiais de origem biológica e uma embalagem sustentável

©Swatch
©Swatch

A Swatch escolheu o ano da sua fundação para nome de uma nova linha de relógios feitos a partir de sementes de uma planta chamada Mamona.

Os mais recentes relógios da Swatch são mais amigos do ambiente. A marca suíça usou materiais «provenientes da natureza» para criar os 1983 Bioreloded, uma gama minimalista que se inspira na sua primeira colecção de sempre.

Esta colecção tem quatro linhas: uma em preto com mensagens coloridas no mostrador, uma com relógios apenas numa só cor (preto ou azul – imagem em baixo), outra mais clássica com os habituais números das horas e outra em que o mostrador está completamente “liso”, em dourado ou prata.

E se os relógios Bioreloded são feitos com recurso às sementes de uma planta chamada Mamona (de onde se extrai, por exemplo, o conhecido óleo de rícino, e que também é uma matéria-prima do biodiesel), a caixa também tem um ADN bio.

©Swatch

Caixa dos 1983 Bioreloded é… biodegradável

A Swatch criou uma embalagem biodegradável numa «espuma de papel» que também traz uma «inovadora mistura de amido de batata e mandioca». Segundo a marca, esta caixa pode «reciclada juntamente com resíduos de papel» ou «por compostagem, em casa».

Os novos relógios da Colecção 1983 Bioreloded já podem ser comprados online, na loja da Swatch, com preços a partir de 65 euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].