Netflix Europa ©Thibault Penin

Netflix cede ao pedido da Comissão Europeia e baixa a qualidade do streaming de filmes e séries

por • 20 Março, 2020 • Actualidade, COVID-19, High-TechComentários fechados em Netflix cede ao pedido da Comissão Europeia e baixa a qualidade do streaming de filmes e séries1150

A Comissão Europeia tinha pedido que fosse reduzida a qualidade de streaming para evitar lentidão no acesso à Internet, em vários países. A Netflix concordou e a medida vai mesmo para a frente.

É uma decisão inédita: a Netflix vai reduzir, de livre vontade, a qualidade da imagem das suas séries e filmes, para não congestionar o acesso à Internet nos vários serviços de operadores europeus.

O pedido foi feito pelo comissário do Mercado Interno Thierry Breton que deixou o “aviso” aos operadores, aos utilizadores e às plataformas de streaming: «Há uma responsabilidade conjunta de adoptar medidas para garantir o bom funcionamento da Internet durante a batalha contra a propagação do novo Coronavírus».

Oferta de 10 GB de dados móveis em Portugal: duas abordagens

Este “lembrete” de Thierry Breton parece ir um pouco contra a oferta de 10 GB de dados móveis que as três operadoras nacionais decidiram fazer, com a duração de um mês – teoricamente, se todos os clientes tirarem partido desta oferta, pode haver um congestionamento da rede.

Por outro lado, esta medida pode ser vista por outro prisma: se os clientes usarem mais os dados móveis, podem libertar stress sobre a rede fixa e equilibrar a utilização das duas “vias”.

Contudo, não está em causa que a decisão conjunta de Vodafone, Meo e NOS vem ajudar, e muito, nesta altura: é preciso lembrar que há vários profissionais que usam quase em exclusivo a rede móvel – neste momento, esta bolha de ar pode ser essencial em vários teatros de operações, como nos hospitais.

Netflix espera reduzir tráfego da Internet na Europa em 25%

O que também parece vir facilitar o acesso à Web para todos é esta tomada de posição inédita da Netflix, que vai mesmo seguir a recomendação de Thierry Breton e da Comissão Europeia. A confirmação foi dada pela empresa à revista Variety, dos EUA.

«Devido aos extraordinários desafios colocados pelo Coronavírus, a Netflix decidiu cortar a qualidade do streaming em toda a Europa, durante trinta dias. Esperamos que isto reduza o tráfego em 25%, mantendo ao mesmo tempo um bom serviço para os nossos assinantes».

Netflix ©Charles Deluvio

Redução do preço da mensalidade da Netflix não foi anunciada

Segundo a Netflix, esta redução de qualidade dos conteúdos (através da afinação do bit rate) não deverá ser crítica para influenciar, de forma muito negativa, a experiência de visualização dos clientes. Aliás, os que têm a assinatura Standard, não vão notar mudanças, já que apenas vêm conteúdos em SD (7,99 euros/mês).

Apesar de confirmar esta quebra de qualidade na imagem de séries e filmes, que faz com que, durante um mês, não haja conteúdos em 4K (como a quarta temporada da Casa de Papel, que estreia a 3 de Abril), a Netflix não anunciou qualquer redução de preço para clientes que têm assinaturas mais caras. Lembre-se que, para novos clientes, a Netflix tem um período grátis que dura trinta dias.