LeYa Porto Editora ©Kuanish Reymbaev
LeYa Porto Editora ©Kuanish Reymbaev

LeYa e Porto Editora com aulas virtuais gratuitas enquanto escolas estiverem fechadas

Até, pelo menos 13 de Abril, as escolas e universidades de todo o País vão estar fechadas. Mas, enquanto durar a suspensão das aulas, será possível ter acesso a vários conteúdos de ensino na Internet.

Para os alunos, ficar em casa, em contenção e isolamento durante as próximas semanas, não significa estar sempre agarrado às consolas ou computadores a jogar – é também importante não perder o embalo das aulas que estavam a ter e manter o estudo em dia.

Como forma de facilitar o acesso a vários conteúdos, e facilitar o estudo, a LeYa e a Porto Editora vão abrir as suas áreas digitais de ensino a todos, quer alunos, quer professores, durante o período de contenção de quase um mês que acontece devido ao surto de Coronavírus.

Livros e turmas online no site da Porto Editora

Da parte da Porto Editora, será dado acesso gratuito à plataforma Escola Virtual, uma medida excepcional para «ajudar alunos e professores a manterem ligação durante o período de pausa lectiva forçada».

A Escola Virtual da Porto Editora está disponível aqui e tem conteúdos digitais de ensino que vão desde o «1.º ao 12.º ano de escolaridade», diz a empresa em comunicado. Quem já tiver conta na plataforma, pode continuar a usar os recursos como tem acontecido até agora.

Aqui podem ser consultados livros escolares em versão digital, fazer testes e os professores podem criar turmas virtuais para «agilizar o processo de partilha de conteúdos» e controlar «todo o trabalho dos seus alunos através de tarefas».

Escola Virtual ©Porto Editora

No caso de novos utilizadores, será apenas preciso fazer um «registo simples» no site. Fora deste período especial, a anuidade da Escola Virtual da Porto Editora tem um valor, para alunos, de 79,99 euros.

LeYa disponibiliza salas de aula virtuais com vídeos e testes

A LeYa adoptou uma medida semelhante, através do Banco de Recursos. Alunos e professores têm de se registar (se tiverem conta é usaram como têm feito até este momento) na plataforma Aula Digital.

Os docentes pode «atribuir tarefas, testes e quizzes ou enviar recursos aos alunos, para que estes possam dar continuidade, rever e/ou consolidar os conhecimentos», explica a editora.

Aula Digital ©LeYa

Para que os professores consigam partilhar recursos têm de entrar no módulo ‘As Minhas Salas’ e, depois, criar uma ‘Sala’ para começar a enviar materiais didácticos. Os alunos têm, depois, de activar o código da sala enviado pelos professores para ter acesso aos conteúdos.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].