©Santander Work Café - Espinho
©Santander Work Café - Espinho

Santander Work Café abre a Norte: e que tal tomar o pequeno-almoço e gerir a conta no mesmo espaço?

Depois de Lisboa e Coimbra, o Santander levou o seu conceito Work Café até ao Norte de Portugal. Aqui, é possível tomar o pequeno-almoço, gerir a conta, trabalhar e estuar, tudo num só sítio.

Foi em Dezembro de 2018 que o primeiro Santander Work Café abriu em Portugal. Este conceito estreou-se em Portugal há relativamente pouco tempo e já é usado pelo banco em Espanha, na Argentina, no Brasil e no Chile.

A primeira cidade a receber o Work Café foi Lisboa (na zona das Amoreiras) e, no Verão de 2019, a marca abriu uma loja em Coimbra, no Atrium Solum. Agora chega a vez de rumar a Norte, até Espinho, tal como o Santander tinha anunciado em Março do ano passado.

Wi-Fi grátis para todos no coworking do Santander

Em Espinho, o Santander Work Café abriu na Rua 8, no espaço onde estava O Nosso Café e mantém o conceito: são «mais de 600 metros quadrados com um modelo de balcão que «combina os serviços de uma agência bancária com uma cafetaria e uma zona de coworking» em formato «open-space».

O Work Café está aberto entre as 8:30 e as 17:30 e está aberto a clientes e não-clientes do Santander. Qualquer pessoa pode usar o espaço, sentar-se numa secretária que esta disponível e trabalhar ou estudar (com acesso a Wi-Fi grátis), sem que tenha de pagar por isso como acontece num espaço de coworking tradicional.

Santander Work Café tem acessos para mobilidade reduzida

Além de agência bancária e coworking, esta loja do Santander também funciona como cafetaria, onde há uma parceria com o Grupo Delta e refeições/snacks para comer ao longo do dia ou tomar o pequeno-almoço.

©Santander Work Café - Sala

Entre as outras características do Work Café estão uma zona de acolhimento, para ajudar os clientes que queiram fazer operações bancárias, o atendimento personalizado com um gestor e a adaptação do espaço a pessoas com necessidades especiais, com acessos para clientes de mobilidade reduzida.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].