José Luís Peixoto escreve sobre o fogo na nova colecção de isqueiros Bic

De vez em quando, a Bic lança colecções de isqueiros em parceria com nomes conhecidos das artes, em Portugal. Desta vez é o escritor José Luís Peixoto que assina uma edição especial.

O ‘fogo’ foi o mote escolhido pela Bic para desafiar José Luís Peixoto a escrever oito frases na nova colecção de mini isqueiros da marca. Esta edição especial vem na linha de outras duas que tinham como protagonistas o escultor David Oliveira e o estilista Ricardo Preto.

A nova colecção de isqueiros da marca insere-se no projecto de apoio e divulgação Bic Artist, que tem como objectivo «sensibilizar e promover a arte e a cultura em Portugal».

Desta vez, como o escritor José Luís Peixoto, a Bic criou oito isqueiros brancos com a assinatura do autor e uma frase que tem a palavra ‘fogo’ em destaque:

1 – Nesse dia longínquo, muito assustado, o fogo descobriu o homem;
2 – Ao espelho, o fogo penteava as chamas e preparava-se para a noite;
3 – Às vezes, o fogo achava que o estavam a confundir com outro, mas nunca estavam;
4 – Ninguém sabia o que fazer. Então, tímido, o fogo disse: talvez eu possa ajudar;
5 – Quando soube tudo o que diziam sobre ele, o fogo chorou;
6 – O fogo apaixonou-se, encantado ardeu sem se ver;
7 – Em certas noites de lua cheia, com toda a gente sentada à sua volta, o fogo sentia-se nostálgico;
8 – Depois de beijá-la, o fogo ficou com a boca a arder.

Isqueiros BIC - José Luis Peixoto

«Espero que achem divertidas estas frases, espécie de versos ou microcontos, onde o fogo é sempre o protagonista», disse José Luís Peixoto durante a apresentação desta nova linha de isqueiros da Bic.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].