Monkey Shoulder: cada macaco no seu copo de whisky

A marca Monkey Shoulder diz querer quebrar regras com a sua chegada a Portugal. Este scotch destilado, amadurecido e engarrafado em Speyside, na Escócia, assume que pisca o olho a uma geração mais jovem de consumidores.

O curioso nome da bebida presta homenagem aos antigos «homens do malte», que viravam a cevada durante os turnos e que ficavam com o braço direito pesado e descaído, como o de um macaco. A alcunha para a maleita pegou e assim surgiu a tradução literal para o nome da marca.

Se há uns anos não era trendy beber gin, já percebemos todos que esse cenário mudou. As marcas de gin multiplicam-se, assim como as variações de formas de consumo da bebida. A Monkey Shoulder pretende algo semelhante, querendo até quebrar alguns dos hábitos associados ao consumo de whisky.

Monkey Shoulder Whisky

Dean Callan, embaixador internacional da marca, explica que as intenções desta mudança. «Enquanto a William Grant and Sons tem vindo a produzir whisky há várias gerações, Monkey Shoulder procura eliminar alguns dos preconceitos associados ao consumo desta bebida, tornando-a acessível e apreciada por todos», explica. E isto passa também pela variedade de cocktails associados, com nomes divertidos, como Show Me Your Banana ou Monkey Jam Sour.

Com um aroma a zest de laranja com baunilha, mel e madeira, com paladar a baunilha com notas picantes, a Monkey Shoulder lança ainda outro acessório: o Konga Shaker. Com pegas laterais, lá se vai o movimento habitual de abanar um shaker. Trata-se de uma edição limitada deste shaker, que é inspirado no design de shakers mais antigos.

O preço recomendado de uma garrafa deste Monkey Shoulder é de 29,99 euros, não estando disponível em supermercados e hipermercados.

Cátia Rocha
Sonha ter um walk in closet desde pequenina, mas enquanto isso não acontece, contenta-se a coleccionar maquilhagem e anéis. Não consegue resistir a uma boa sobremesa e a um belo livro. Passa a vida a ouvir música e tem uma lista de todos os concertos que já viu.