Grounded – a colecção sustentável de Verão do Atumuta Studio mistura «gipsy sexiness» e Natureza

Aqui, há uma mensagem que vai além da estética: «Promover uma maior consciência social e ambiental no universo da moda».
©Atumuta Studios
©Atumuta Studios

A Atumuta Studio tem uma nova colecção que traz uma mensagem de «consciência social e ambiental». A Grounded foi inspirada na Natureza e tem peças feitas com malhas orgânicas e «tecidos naturais».

A sustentabilidade, ligada a peças de mobiliário e roupa, está na moda. Depois dos móveis da Heme, há outra marca nacional que acena com este conceito: a Atumuta Studio.

Raquel Santos, designer de moda e CEO, diz que a nova colecção de Verão, a Grounded, recorre a «tecidos de origem natural e técnicas ancestrais» que «asseguram a sustentabilidade e regeneração das peças».

Para isso, são usadas «malhas orgânicas, tingimentos naturais e crochet»; segundo a CEO, estas características «valorizam a unicidade» da Atumuta Studio, que apresenta uma colecção com um objectivo que vai além da estética: «Promover uma maior consciência social e ambiental no universo da moda».

©Atumuta Studios
©Atumuta Studios | O kimono Jane, em crochet, é a peça mais cara da Grounded: custa 201 euros.

Na Grounded há peças «leves e frescas», feitas com «tecidos naturais e ecológicos», com cores neutras e ligadas à Natureza, os destaques são o «bege, castanho, o verde e o terracota». O resultado final é uma mistura entre uma «vibe gypsy sexiness com um toque étnico e rústico», conclui Raquel Santos.

A nova colecção da Atumuta Studio já está disponível online: ao todo, são dezasseis peças, entre vestidos, tops e kimonos. Os preços começam nos 68 e vão até aos 210 euros.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].