Delirium Black Noel Chimay Blue ©Delirium Cafe
Delirium Black Noel Chimay Blue ©Delirium Cafe

Black, Noel e Chimay Blue: as cervejas de Inverno chegaram ao Delirium Café em Lisboa

Têm todas cerca de 10% de teor alcoólico e já estão disponíveis nas torneiras do Delirium Café em Lisboa. A Black, a Noel e a Chimay Blue chegaram para aquecer o Inverno, com sabores fortes, em garrafa ou à pressão.

O Inverno pede outros tipos de cervejas, além da clássica “loira”. A sugestão do Delirium Café Lisboa passa exactamente por desafiar os fãs da cerveja a provar outras referências, mais fortes e com maior teor alcoólico, que podem ajudar a aquecer os estômagos nos dias mais frios do ano.

Este bar com o nome da conhecida cerveja belga do elefante cor de rosa garante que tem o espaço com o maior número de torneiras de cerveja em Lisboa: são 35, cada uma delas com uma diferente variedade. é nestas torneiras que agora vamos encontrar as três novidades.

Chimay e Delirium são as marcas escolhidas para o Inverno

Segundo o Delirium, a «grande atracção» é mesmo a cerveja da sua marca, a Delirium Black, que foi envelhecida durante nove meses em barris de Bourbon – está é também a mais forte do trio que chegou ao bar: tem 11,8% de teor alcoólico.

Também da marca Delirium é a Noel, a cerveja que é especialmente produzida pela empresa belga para a época de Natal. Esta Dark Strong Ale feita com frutas vermelhas e caramelo tem um «sabor aveludado» e doce. Em termos de teor alcoólico, está no meio das três: 10%.

Finalmente, há a possibilidade de pedir a Chimay Blue, uma «cerveja rara que chega por tempo limitado», tal como a Delirium Black, do tipo Dark Strong Ale. Nesta cerveja vamos encontrar «toques de caramelo, toffee, frutas passas e morango».

O Delirium Cafe Lisboa é o «único bar» da marca de cervejas belga na Península Ibérica e foi inaugurado em 2017. O espaço fica na zona do Chiado, na Calçada Nova de São Francisco.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].