IA bot

O Facebook desenvolveu um bot de Inteligência Artificial para jogar poker com seres humanos. Mas quem ganhou?

por • 11 Outubro, 2019 • CuriosidadesComentários fechados em O Facebook desenvolveu um bot de Inteligência Artificial para jogar poker com seres humanos. Mas quem ganhou?260

A inteligência artificial não é uma prática que pertence ao futuro. A tecnologia tem vindo a ser explorada por grandes empresas do sector, e vários gigantes digitais, como a Google ou o Facebook, não perderam tempo para aderir à nova tendência.

A inteligência artificial, ou IA, já se encontra mesmo aplicada em muitos dos produtos que encontramos no mercado – ainda que a níveis relativamente rudimentares. É o que acontece, por exemplo, com o novo carro da Mercedes.

Depois do xadrez… o poker

Um dos primeiros e mais populares bots de inteligência artificial foi o Deep Blue, um computador desenvolvido pela IBM que em 1997 derrotou o campeão de xadrez russo Garry Kasparov.

Foram precisas três tentativas para que os cientistas da IBM fossem capazes de desenvolver um sistema suficientemente inteligente para derrotar uma das melhores mentes da modalidade como Kasparov; mas o feito, que hoje celebra mais de 20 anos, foi apenas um dos primeiros de entre os muitos que estão reservados para o maravilhoso potencial das tecnologias de IA.

Mas pode um computador – ou bot – ser bem-sucedido num jogo como o poker? Afinal, se o xadrez se cinge a um tabuleiro limitado com peças que se movem sempre da mesma maneira (bem como a um número finito de combinações), por outro lado o poker parece apresentar na sua essência demasiadas hipóteses e liberdade de jogo para que esteja ao alcance de uma máquina. Será um bot capaz de ler os seus oponentes, fazer bluff, mentir, ser reservado e manipulador no seu estilo de jogo?

Nasce o Pluribus

Não, não é uma referência ao Sport Lisboa e Benfica. É, isso sim, o nome escolhido para designar o bot de inteligência artificial que o Facebook AI Lab (Laboratório de Inteligência Artificial do Facebook) criou em colaboração com a Universidade de Carnegie Mellon do estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

O objectivo? Vencer qualquer ser humano ou computador rival no poker.
O Pluribus, no entanto, nem sequer é o primeiro bot desenvolvido nesta parceria. Ele conta com um “irmão mais velho”, baptizado de Libratus, que já tinha sido capaz de vencer 4 jogadores profissionais de poker durante encontros realizados em Janeiro de 2017.

Mas o Libratus tinha a vida facilitada: ele era sempre testado em jogos de 1 contra 1, em que as probabilidades desempenham um papel fundamental e onde é expectável que uma máquina seja capaz de obter sucesso. Mas o Pluribus, como descendente de um vencedor, foi criado com uma missão bem mais complicada: vencer 5 jogadores profissionais de poker… em simultâneo.

A complexa noção de dinâmicas colectivas de jogo
Qualquer jogador de poker sabe que, quantos mais adversários na mesa, mais difícil vai ser conseguir arrecadar uma vitória. E isto não acontece por acaso: num jogo de 6 jogadores torna-se muito mais complicado ler as próprias probabilidades, prever as acções de cada um dos oponentes, e confiar com segurança na qualidade das suas combinações.

Se nunca jogou poker contra vários adversários em simultâneo, experimente jogar online; pode inscrever-se de forma gratuita em sites como o 888 Poker Online para jogar de imediato em mesas de casino virtuais ou torneios internacionais.

Mas afinal… quem ganhou?

Um dos aspectos mais extraordinários acerca da inteligência artificial é que as pessoas ainda duvidam frequentemente das suas capacidades. Se as suas expectativas o levavam a apostar nos jogadores profissionais de poker, então saiba que, uma vez mais, a IA levou a melhor sobre o homo sapiens.

Os resultados expostos pelo Facebook IA Lab e pela Universidade de Carnegie Mellon são conclusivos: o Pluribus jogou cerca de 10,000 mãos de poker contra 12 profissionais distintos no espaço de 12 dias. O talentoso bot arrecadou, em média, um lucro de $5 por mão, obtendo uma média de lucros de $1,000 por hora; os investigadores consideraram que estes números apresentavam uma “significativa margem de vitória”.

O notável Pluribus não só está programado com todos os truques, previsões e probabilidades que são usados pelos jogadores profissionais e entusiastas humanos, como foi mais longe e desenvolveu as suas próprias estratégias. Os bots de inteligência artificial, como qualquer ser vivo, são capazes de aprender e retirar qualquer conclusão de qualquer experiência na qual estejam envolvidos.

O Pluribus muniu-se precisamente desta capacidade para dominar os timings associados a momentos-chave do jogo. Se joga poker, você já sabe o quão fundamental para o sucesso no jogo é o sentido de oportunidade.

O Pluribus também faz bluff!
Naturalmente, esta autêntica máquina do poker que vence qualquer ser humano é capaz de fazer bluff! A ideia de um computador capaz de “mentir” (ou pelo menos ocultar a verdade) parece anti-natural, mas aplica-se na perfeição ao Pluribus, cuja excelente capacidade de bluff foi mesmo registada em vídeo.

Num momento em que a Inteligência Artificial se confirma cada vez mais como a tendência tecnológica da próxima década, os jogadores de poker terão que aumentar a parada se algum dia desejarem vencer um adversário como o Pluribus.

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish