Fazer uma revolução na sua casa não precisa ser caro

Mudar o aspecto do seu lugar mais sagrado não é difícil e com um investimento baixo podem ser feitas grandes mudanças

Quando se pensa em reformas, obras e mudanças em uma casa já se pode ouvir o barulho de martelos, paredes caindo e o cheiro de tinta. Mas não é preciso algo tão traumático para os donos da casa (e os vizinhos) para mudar o aspecto de seu lar. E isso inclui o impacto nos bolsos.

Quer saber como? Então continue a ler.

A iluminação ajuda

Um elemento bastante subestimado ao se pensar na decoração de uma casa é a iluminação. Não, uma lâmpada apenas não basta. As luzes ditam o comportamento das pessoas em um ambiente e é fácil reparar isso, por exemplo, num restaurante que usa meia-luz e com assim cria um ambiente de maior intimidade e aconchego, perfeito para dois.

Os mesmos efeitos podem ser usados na sua casa, desde a sala até os quartos e jardim. Perceber como funciona a luz natural também é algo de grande importância. Pense em luminárias, abajures, luzes LED e procure dicas sobre o assunto para acertar na iluminação de sua casa.

A cozinha é um desafio

A cozinha costuma ser um problema porque é difícil mexer em sua configuração devido ao encanamento e os espaços para o fogão (e o gás), frigorífico, etc. Mas isso não quer dizer que seja impossível mexer nela. Abrir um espaço na parede e fazer uma cozinha americana é algo costumeiro actualmente.

O importante é ter em mente qual será o uso dela. Há cozinheiros no recinto que vão fazer todo tipo de prato e não tem medo de gordura? Então é necessário criar um santuário, com uma grande estação para colocar todos os produtos comprados do catálogo Makro no site da Kimbino e não abrir para o sofá cheirar a carne por uma semana. Se não for assim, dá para abrir o espaço e integrá-lo a sala.

Mudança na disposição dos móveis

Dá para fazer todo tipo de sala só com uma mudança de móveis. Pode-se criar uma nova sala se fechares dois sofás em L, a mesa no centro pode criar um efeito de salão e até a colocação de tapetes influi bastante em como a sala parece e como as pessoas se comportam nela.

Não deixe seus móveis estáticos. Brinque com a colocação deles (chame seus amigos para ajudar para suas costas não sofrerem) e terás uma nova sala sem gastar nada a mais.

Papel de parede

O papel de parede é um exemplo curioso de como as coisas vão e voltam de moda. Nos anos 60 eles eram uma febre e quanto mais chamativos, melhor. Depois eles tornaram-se um crime, já que é comum ter a sensação de clausura ao tê-los na parede, especialmente se eles não combinam perfeitamente com o ambiente.

Hoje eles estão sendo bem-vistos, desde que com moderação. É normal achar papel de paredes mais sóbrios, com cores pastel e até com formatos em bolinhas ou listras. O efeito pode ser muito interessante se colocado em apenas uma das paredes da sala, por exemplo.

No fim, o que importa mais que a moda é seu gosto. O papel de parede pode servir para várias funções – deixar um ambiente mais elegante ou descontraído, mais claro e jovial ou tradicional – e por um preço baixo.

Uma ajuda de especialista

Caso não tenhas tantas ideias assim ou uma preguiça de procurar e fazer uma mudança, um profissional pode ser de imensa ajuda, ajudando também na poupança com toda a obra.

Um olho treinado sempre é positivo e pode-se surpreender com o preço sendo muito mais barato do que imaginas. Um designer de interiores ou mesmo um arquitecto com experiência em interiores tem vários exemplos em mente e ter um orçamento limitado ou não poder fazer uma obra é um desafio que é bem aceito.

Alguma compra pontual ajuda

Como mencionamos acima, abrir um folheto de ofertas como o catálogo DeBorla pode ser de grande ajuda, já que além dos baixos preços há também imagens para tirar ideias e incluir os novos produtos.

Falamos sobre como uma iluminação diferente ajuda a mudar um ambiente, mas o mesmo serve para uma cadeira, um sofá, uma mesa pequena, plantas, enfim, de tudo. Por isso uma compra pontual pode ser o elemento que falta para mudar sua casa e transformá-la em um lar de onde não vai querer sair.

Pedro Tróia
É director da PCGuia há alguns anos e gosta de tecnologia em todas as suas formas. Está neste mundo muito por culpa da sua curiosidade quase insaciável e por ser um fã de ficção científica. Vem ao TRENDY de vez em quando dar um toque mais mais geek e sci-fi.