Sushic Almada: portugalidade asiática

Não é um regresso às origens, mas sim um reforço do conceito. O “novo” Sushic aposta na comida asiática (no seu todo) mas tendo sempre em mente a utilização de ingredientes portugueses, com maior incidência nos locais.

O Suchic voltou a abrir as portas e agora apresenta um conceito que resulta de três experiências gastronómicas muito diferentes: um sushiman traidicional, um de fusão e um chef de comida portuguesa.

Esta “visão” coincide com a nova morada do Sushic. Do Mercure Lisboa Almada Hotel para o Museu da Cidade (Almada).

E as diferenças notam-se mesmo antes de entrar no restaurante. Estacionamento à porta, um amplo jardim, esplanada… mas há mais. O espaço é diferente. Mais pequeno e intimista, com uma decoração simultaneamente a transmitir a vertente asiática, mas igualmente com um caracter minimalista.

O intuito é o de proporcionar uma sensação de calma, de acolhimento e de incentivar ao prazer da refeição. Ambiente que faz com que as preocupações fiquem à porta. Principalmente se estiver um dia de Sol. A paz que se reflecte no jardim, aliada à ausência de barulho contribui para o estado zen e para o apreciar melhor das iguarias.

A mistura de influências, ou a portugalidade asiática, revela-se em pratos aparentemente improváveis, como uma tempura com caril ou nas Gyosas de Frango com Thai, pratos onde há uma mistura de sabores, entre o mais doce e o picante.

Mas a aposta na matéria-prima local incide principalmente no peixe utilizado. No Verão as sardinhas são talvez dos pratos mais procurados (claro que não a típica sardinha assada, mas uma interpretação muito própria – a Sardinha Niguiri). Agora, com o tempo a ficar mais fresco a escolha recai num belo carapau ligeiramente braseado, a fim de manter todo o seu sabor característico.

Para breve o Sushic promete novidades. Nomeadamente a criação de um menu brunch, de base asiática, disponível aos Domingos.

Peixe muito muito fresco. Esta é uma imagem que é reforçada com a nova carta. Isto não significa que não haja um prato para os amantes da carne. Mas desde já aviso que é um desperdício não aproveitar os pratos de peixe. Seja os tradicionais sashimi, sushi, nigiri ou outro prato mais elaborado.

Sobre este uma grande surpresa: uma sopa com caranguejo de casca mole, que teve como inspiração a alentejana sopa de cação. Aliás, esta é a primeira coisa que vem à memória ao saborear a primeira colherada. Um prato diferente e que, ao início, para quem não conhece, pode causar alguma estranheza. «Mas come-se tudo? Incluindo a casca?».

Para terminar duas sugestões. Uma para os menos gulosos e outra para não quem não dispensa uma bela sobremesa. No primeiro caso, a sugestão vai para um Gunkan KOBE: carne de gyu braseada com foie gras, flor de sal e compota de cereja.

Esta é uma mistura interessante entre a maciez da carne e o sabor intenso do foie gras que é cortado pelo doce da compota. Na mesma linha, mas numa vertente mais fresca, há o Gunkan Evolution. Considerado um best seller, consiste em salmão com vieira caramelizada, massagi e maracujá fresco.

Se não dispensa uma sobremesa há duas apostas seguras: o pastel de nata reconstruído ou o bolo de chá matcha.

Para acompanhar opte por um vinho branco: pode escolher um do Sushic, de marca própria, ou um dos vários chás frios existentes na carta. Seja como for, vá com tempo. Não só para aproveitar a refeição, mas também para beneficiar de toda a calma inerente ao local.

Sushic Almada
Morada: Museu da Cidade de Almada – Praça João Raimundo, Almada,
Telefone: 211 911 965
Reservas: [email protected]

NOTA DE REDACÇÃO: o TRENDY almoçou no restaurante a convite do mesmo.

Sushic Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Alexandra Costa
Adoro viajar, conhecer novas culturas, experimentar gastronomias. Sou viciada em livros e nunca digo que não a uma boa conversa. Basicamente sou apreciadora dos prazeres da vida. Volta e meia uso uns óculos cor-de-rosa.