Criadores da Casa Assombrada regressam com O Internato

Michel Simeão e a sua “troupe” de fantasmas está de regresso a Sintra com uma nova encenação hiper-realista de terror: o Internato.

Em 2015, o País foi surpreendido por uma nova forma de fazer teatro de proximidade com o público. O palco era uma casa, assombrada, em Belas, Sintra, onde era preciso recolher uma série de pistas para “sair com vida” da mansão.

O projecto Casa Assombrada manteve-se em cena quase um ano, e foi raro o fim-de-semana que não teve lotação esgotada. O sucesso desta experiência foi tal, que o Teatro Reflexo (grupo que deu vida ao conceito), regressou em 2016 com Crime na Casa Museu. Os resultados foram semelhantes e acabaram por confirmar a aceitação do público para este tipo de teatro.

Agora, está na calha um novo projecto de Michel Simeão e do seu Teatro Reflexo: dia 22 de Junho estreia O Internato, mais uma vez em Sintra. O espaço escolhido é a Antiga Casa dos Magistrados.

Esta nova «experiência hiper-realista de terror» vai ter cerca uma hora e 20 minutos de duração e, mais uma vez, o espectador é o protagionista.

Segundo Michel Simeão, os convidados a entrar no Internato «podem envolver-se na narrativa e determinar o desenrolar da mesma em alguns casos ou ser apenas um mero observador».

O Internato abre as portas quintas, sextas e Sábado e vai ter duas sessões por noite: 21 e 23 horas: até final do ano vai ser sempre assim, excepto em Agosto, altura em que a Antiga Casa dos Magistrados fecha para férias.

Os bilhetes custam 17 euros (por pessoa) e já estão em pré-vanda por email: [email protected].


O conceito de O Internato

«Ao contrário da Casa Assombrada de Belas, não existe uma voz que conta o que aconteceu. Também não existirão “jump scares” ou sustos fáceis atrás da porta. A história desenrola-se à frente do espetador. A intensidade do Internato vai fazer-se sentir consoante a disponibilidade cognitiva e a inteligência emocional do público.

No Internato tudo é possível. O público terá a seu cargo a responsabilidade de ligar as várias histórias que lhe serão apresentadas. Mas quem quiser ser apenas mero observador também encontra aqui o seu lugar. O espetador só irá até onde a sua audácia permitir. O MEDO, ESSE, SERÁ SEMPRE GARANTIDO.

A estrutura da experiência prevê que o espetador se desloque livremente pelo Internato, escolhendo aquilo a que quer assistir. Poderá, assim, envolver-se na própria narrativa e determinar o desenrolar da mesma em alguns casos. Existem objetivos de um jogo que se vai desenhando durante a noite, com tarefas para realizar, portas para desbloquear e missões para cumprir.

O espectáculo, radicalmente diferente do original Casa Assombrada de Belas, acontece numa casa no centro da vila de Sintra, a antiga Casa dos Magistrados. O edifício com cerca de 20 assoalhadas é património da Câmara Municipal e será palco de uma assombrosa experiência de terror imersivo.

Ninguém está a salvo de ser apanhado numa armadilha. Estás preparado para explorar o Internato?»


Outras Informações

Lotação: 35 pessoas por sessão
Classificação: Morada: Contacto: Email Geral: Email Reservas: Sites:facebook.com/projecto.casa.assombrada; teatroreflexo.org.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].