A Barbie vai passar a morar numa casa mais inteligente que a sua

Depois de no ano passado já ter dado um arzinho da sua graça com uma casa onde o nosso smartphone podia servir de televisão, a Mattel subiu de nível: a Dreamhouse 2016 de Barbie é controlada por voz.

Será que para comprar um brinquedo com as mais recentes tecnologias temos de escolher, apenas, entre um drone ou uns óculos de realidade virtual? Pelo que a Mattel acaba de apresentar, não, sobretudo se quiser fazer a sua filha feliz, neste Natal.

A versão de 2016 da Barbie Dreamhouse é a mais tecnológica de sempre, sobretudo devido a uma funcionalidade: o controlo por comandos de voz, uma espécie de ‘Siri meets Barbieworld’. A casa pode ser emparelhada com o smarthone via Wi-Fi e, com uma app, é possível dar “ordens”.

Para colocar a Barbie Dreamhouse às nossas ordens é preciso começar com um «Hello, Dreamhouse», tal como se faz com a Siri (Hi, Siri), no iPhone ou o Google (Ok, Google), no Android. Depois, será possível dar cerca de 100 ordens diferentes por voz, diz a Mattel.

Entre as coisas que podemos pedir à Dreamhouse para fazer estão o funcionamento do elevador, a abertura de portas, a iluminação tipo discoteca ou a activação de umas escadas que se transformam em escorrega.

A app e a tecnologia de controlo por voz foi desenvolvida pela PullString, uma empresa composta por ex-funcionários da Pixar. Segundo a mesma, as questões de segurança e da privacidade foram levadas muito a sério: «Podemos garantir que o microfone não está sempre ligado, por isso a casa não se encontra à escuta de forma permanente».

No topo da casa há um desenho com o logo do Wi-Fi e uma luz que, quando acesa, indica que a Barbie Dreamhouse está em modo de escuta. Apenas o que é dito a partir da ordem «Hello, Dreamhouse» é gravado pelo sistema que faz funcionar tudo por comandos de voz.

Além disso, existe um modo em que a casa funciona sem estar ligada à rede e os pais podem apagar qualquer comando gravado no site da ToyTalk, a empresa que programou a companion app para instalar no smartphone e o restante software usado.

A Barbie Dreamhouse custa cerca de 250 euros nos Estados Unidos e, para já, ainda não conta no catálogo da Mattel em Portugal de momento o site oficial da marca tem apenas a casa do ano passado.


Veja o vídeo no canal de YouTube do TRENDY.


Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].