Tugabox: loja on-line junta-se às caixas-surpresa

Todos os meses é possível receber uma caixa com vários produtos nacionais, incluindo os clássicos e históricos que os nosso pais e avós usavam nos anos 70 e 80.

Lembra-se do Pudim Predilecto? E da Cevada Delícia Negra? Se nasceu nos anos noventa é provável que estes nomes lhe passem ao lado. Mas nem só de produtos vintage se faz a Tugabox: há também azeite, compotas e acessórios do século XXI, como andorinhas em vinil ou postais de Lisboa com um pequeno eléctrico em papel que tem de ser recortado e montado.

O negócio desenvolvido pela Tugabox é simples: o cliente paga uma subscrição mensal (de 30, a 81 euros por trimestre, por exemplo) e entre os dias quinze e dezoito de cada mês, recebe uma caixa com produtos aleatórios (mínimo de cinco, máximo de sete).

Esta é uma caixa surpresa, uma vez que o cliente não sabe o que vai receber todos os meses. Há apenas uma garantia: todos os produtos são nacionais.

Depois de ter desenvolvido este serviço de subscrição, há agora uma nova forma de comprar os produtos da Tugabox: através de uma loja on-line. Dividida por Acessórios, Comida e Cozinha, esta loja tem ainda uma oferta muito limitada: apenas nove produtos.

Contudo, é natural que isto mude em breve: a Tugabox vai, além de produtos novos, vender os que fizeram parte de caixas enviadas em meses anteriores. Nesta loja, os clientes podem fazer os pagamentos com cartão de crédito/débito ou através de PayPal.

«A ideia é ser um complemento ao normal funcionamento da nossa subscrição e o local exclusivo para comprar os produtos que criamos para a Tugabox», explica Rita Gomes, fundadora do projecto.

Este modelo com caixas de produtos por subscrição mensal é bastante popular, sobretudo nos Estados Unidos, onde os produtos que tê mais sucesso são os relacionados com filmes, jogos e merchandising. A Lootcrate é dos sites mais conhecidos do seu género, a nível mundial.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].