Criou-se a ideia de que o consumo de carne, sobretudo da vermelha, é o grande inimigo da saúde. Mas, será mesmo a culpada pelas principais doenças?

A moda de que devemos todos ser veggie que esforça-se mais para chamar a atenção para os efeitos nefastos da carne, que para as mais-valias dos vegetais.

O Coal ('carvão', em inglês) abriu na Rua Amarela, em Cascais, com uma esplanada e um menu onde se destacam as carnes feitas na brasa.

José Avillez renovou quase por completo a carta do Páteo: há 21 novos pratos. Só nos mariscos e entradas, são dez as novidades.

Na mesma semana, a Taco Bell e a Telepizza anunciaram novidades vegetarianas no menu.

O Évora Hotel criou uma versão alentejana da Francesinha, um dos pratos mais emblemáticos da gastronomia nortenha.

Uma dupla de Fábios apostou num menu de carne e abriu um restaurante em Azeitão, Setúbal.

São quase quarenta anos de porta aberta em Arroios. O histórico restaurante Vasku's Grill tem uma nova gerência, mas a carta continua a ter os clássicos de sempre.

O restaurante Páteo tem um Cozido à Portuguesa à vontade do freguês: os ingredientes podem ser ajustados, como mais carnes ou vegetais, conforme os gostos.

Com o nome da deusa grega do lar e da vida doméstica, a Hestia é um mercearia que só tem ingredientes gourmet e produtos de marcas premium.

A Robata Ribs & Sushi e a Kids Robata são os novas opções do restaurante Izanagi, ambos com os grelhados tipicamente japoneses.

Pode ser de salmão, de atum ou vegetariano. O novo Sushi Burger deste restaurante de Lisboa ameaça ser um dos pratos mais curiosos de 2020.