Cinema da Piscina, IndieDate, IndieByNight e Boca do Inferno voltam ao programa do IndieLisboa

O IndieLisboa 2024 acontece entre 23 de Maio a 2 de Junho; os bilhetes são postos à venda dia 9 de Maio.

©IndieLisboa
©IndieLisboa

Este ano, a Piscina Municipal da Penha de França volta a transforma-se em sala de cinema para duas sessões do IndieLisboa – uma delas é com piranhas.

Foi uma estreia em 2023 e está de volta ao IndieLisboa: o Cinema na Piscina toma conta, mais uma vez, da Piscina Municipal da Penha de França e traz dois filmes que vão “meter água”.

O primeiro é Palombella Rossa (com Nani Moretti, conta a história de um «líder comunista amnésico que é também jogador de polo aquático»); o segundo é Piranha (uma sátira de culto realizada por Joe Dante que explora o filão de filmes com animais, inaugurado com Tubarão, de Steven Spielberg).

©Film4 | All of Us Strangers
©Film4

­No programa de sessões especiais do Indie 2024 estão ainda o IndieDate, em que o conceito é um encontro às cegas no cinema, para ver um filme – este ano, é All of Us Strangers (foto em cima). Como aconteceu no ano passado, antes é preciso preencher um questionário para “optimizar” o match.

A Boca do Inferno também regressa ao Indie, com uma maratona pela noite dentro (termina às 6 da manhã) com curtas e longas metragens, finalizada com o o filme coreano Cobweb, de Kim Jee-woon (imagem em baixo).

Uma das novidades são duas sessões com filmes-surpresa no último fim-de-semana do festival; a organização diz que são «filmes novos, aguardados e secretos em todos os sentidos, até para grande parte da equipa» do Indie.

©Barunson Studio | Cobweb
©Barunson Studio

Cinema à parte, há ainda o IndiebyNight, com «festas e os concertos» inspirados na programação do festival. As outras novidades são o «primeiro arraial» do Indie e o Drama Bar, que serve de «ponto de encontro e convívio nocturno para equipa, pessoas convidadas e público do festival».

O IndieLisboa 2024 acontece entre 23 de Maio a 2 de Junho; os bilhetes são postos à venda dia 9 de Maio. O programa completo destas actividades paralelas pode ser visto no site do festival.

Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].