Barca Velha: a vigésima colheita do vinho do Douro é de 2011 e chega a meio de Setembro

©Casa Ferreirinha
©Casa Ferreirinha

É um dos vinhos mais exclusivos do mercado. O novo Barca Velha é o resultado da vindima «excepcional» de 2011 na Quinta da Leda.

Já se sabe quando é que o vigésimo Barca Velha pode começar a ser comprado: a Casa Ferreirinha confirmou que este novo vinho fica disponível em «meados de Setembro», o que significa que durante a próxima semana já será possível adquirir uma garrafa.

O Barca Velha 2011 é definido pelo enólogo Luís Sottomayor (que está na produtora desde 2007) «como um leão, nobre e valente, um vinho cheio de garra, que se doma a si próprio».

Barca Velha 2011 tem «aroma muito complexo»

Este ano, a garrafa traz uma novidade tecnológica: um selo desenvolvido pela Imprensa Nacional Casa da Moeda que inclui um código QR que garante a autenticidade do vinho.

©Casa Ferreirinha
©Casa Ferreirinha | O novo Barca Velha chega em meados de Setembro.

Como notas de prova, e segundo a Casa Ferreirinha, este Barca Velha 2011 tem um «aroma muito complexo», onde o destaque vai para a «pimenta, o cedro, a caixa de tabaco» e «frutos vermelhos, como a ameixa madura, a ardósia», assim como «uma madeira de grande qualidade, bem integrada». A ficha técnica completa pode ser vista aqui.

Apesar de já terem sido lançadas vinte colheitas de Barca Velha, esta é apenas a quarta garrafa a ser lançada desde o ano 2000. Os anos sessenta foram os que tiveram direito a mais edições, até agora: cinco. O último Barca Velha tinha saído em 2016 (colheita de 2008).

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].