Negocios Portugal ©Marvin Meyer

Novos apoios para fixação de negócios em Portugal

por • 3 Março, 2020 • PublirreportagemComentários fechados em Novos apoios para fixação de negócios em Portugal348

O empreendedorismo nacional tem vindo a aumentar, bem como a procura do país como espaço para abertura de negócios de investidores estrangeiros. As dinâmicas digitais e os apoios do país contribuem grandemente para a fixação de novos negócios em Portugal. Descubra alguns dos novos apoios.



Todas as alterações que se têm sentido no que diz respeito às novas tecnologias têm promovido uma igual mutação nas dinâmicas laborais, comerciais e mesmo sociais. Esta mudança é sentida em todo o mundo, sendo também verdade para Portugal.


Por um lado, a procura por alternativas que colmatem as dificuldades criadas pelas dinâmicas da economia precária e do desemprego, têm feito com que muitas pessoas procurem criar as suas próprias empresas, apostando nos mais variados negócios, tanto físicos como digitais.

Neste último, o e-commerce tem merecido destaque, já que muitos portugueses encaram como uma oportunidade a possibilidade de trabalhar a partir de casa, aproveitando novos métodos (saiba mais sobre métodos como o Dropshipping, por exemplo) e novos parceiros e aliados no processo.


Além disso, justamente com a finalidade de melhorar a realidade financeira do país, o Estado português continua a reunir esforços e a buscar fórmulas que incentivem o empreendedorismo nacional e que apelem aos investidores estrangeiros, para que estes fixem os seus negócios no nosso país.


Várias medidas adotadas, em Portugal, ao longo dos últimos anos, permitem melhores condições para a fixar empresas em solo nacional. Ainda assim, além das medidas já conhecidas – como, por exemplo, os vistos gold – começam a surgir novos programas que tentam chamar novas empresas para o país, afim de reduzir o desgaste financeiro e o desemprego que ainda se sentem, apesar do crescimento económico que se tem verificado ao longo dos últimos anos. 
Venha descobrir quais são os novos apoios promovidos pelo estado português e as entidades relacionadas com o empreendedorismo nacional.

One Stop Shop: o novo programa nacional para o empreendedorismo
O governo nacional, a par com a Startup Portugal lançaram um novo programa que visa promover o empreendedorismo dos portugueses e atrair investidores e empreendedores estrangeiros para o nosso país.


Querendo apoiar a instalação de negócios no país, visa-se a criação do Balcão do Empreendedor, devendo esta medida complementar adaptar-se às restantes medidas, criadas ao longo dos três anos precedentes, para que possam ser cativados novos investimentos de empresas estrangeiras em Portugal.


O programa nacional para a promoção do empreendedorismo de que falamos, aqui, é o One Stop Shop e visa, fundamentalmente, tal como referem as fontes responsáveis aos media nacionais, disponibilizar informação útil sobre o estabelecimento de novas empresas em solo nacional.


Para conseguir promover o empreendedorismo e a fixação de novas empresas em Portugal, o Balcão do Empreendedor tentará surgir como o ponto de contacto com potenciais interessados, sendo o local do qual partirá toda a informação necessária.


Recorrendo ao One Stop Shop – Balcão do Empreendedor, o interessado poderá ter, num só espaço, toda a informação que procura, nomeadamente sobre as formas de criar uma empresa em território português, aos serviços e entidades que apoiam o processo e sobre os potenciais programas disponíveis para promover e financiar as novas empresas (tais como eventuais fundos provenientes de investidores de capital de risco).


One Stop Shop visa tornar-se uma base digital que facilite todo o processo de fixação de empresas em solo lusitano, pelo fornecimento de toda a informação necessária. Ainda assim, espera-se que, além da sua existência online, seja criado um balcão físico, em Lisboa, nas instalações situadas no Ministério da Economia, da Startup Portugal.

As iniciativas portugueses de apoio ao empreendedorismo
Esta nova medida complementar vem juntar-se a várias outras medidas que, ao longo dos últimos anos, têm sido aplicadas em Portugal para garantir que novas empresas surgem, para combater a debilidade da economia e o desemprego nacionais.


Os apoios para novos empreendedores e para investidores estrangeiros têm sido verificados em iniciativas diversas, como o Startup Visa, que oferece grandes vantagens para os investidores estrangeiros que queiram iniciar, em Portugal, as suas empresas ou fazer investimentos de grande valor no país.


Além deste conhecido programa, também as campanhas Sign Up for Portugal e o Tech Visa procuraram facilitar a entrega de vistos de residência aos trabalhadores de áreas técnicas, provenientes do estrangeiro (fora da União Europeia) e que quisessem exercer as suas atividades em solo nacional.



A clarificação sobre todos os programas voltados para o empreendedorismo e para o investimento estrangeiro será agora mais simples, com a criação deste balcão, que servirá de ponto de esclarecimento quanto às vantagens, apoios, parceiros, financiamento e mais-valias da abertura de empresas em Portugal.


A expectativa do Governo nacional é que uma maior facilidade de acesso à informação se venha a traduzir num aumento do empreendedorismo em Portugal e uma procura pela fixação de empresas no país, fruto do investimento internacional.