Bic: além das canetas e isqueiros, são 40 anos a cortar pêlo bem rente!

Nos anos 70, Marcel Bich, fundador da BIC percebeu que o sector de máquinas de barbear se apresentava escasso e inexplorado. Um ano depois de se estrear em França, as lâminas Bic chegaram a Portugal.

«Há quarenta anos os instrumentos disponíveis no mercado eram complicados de utilizar, pouco seguros e caros», lembra a Bic. Em meados dos anos 70, Marcel Bich decidiu que isto tinha de mudar.

Foi então que começou por procurar fornecedores de lâminas, acabando por fechar uma parceria com a empresa grega Violex, conhecida pela qualidade no fabrico de folhas laminadas. O resultado desta colaboração foi o lançamento da primeira máquina de barbear BIC, em 1975, a única com lâmina integrada.

Evolução das Máquinas de Barbear Bic para mulher
Evolução das Máquinas de Barbear Bic para homem

Esta lâmina de barbear chegou ao mercado francês em 1975 com o mesmo preço de uma navalha de qualidade similar. «O preço foi justificado pelo ângulo de corte melhorado e uma lâmina otimizada com um único fio, capaz de barbear tanto como uma lâmina dupla. Eliminando o segundo fio, foi possível cobrir o corpo de plástico», explica a marca.

E o quadragésimo aniversário da chegada da primeira lâmina de barbear da Bic a Portugal comemora-se precisamente em 2016

Ao longo dos anos, as máquinas de barbear Bic foram evoluindo. O primeiro aparelho de depilação feminina foi lançado em 1979, e as primeiras máquinas com duas lâminas – tanto masculinas como femininas – surgiram nos anos 90. Posteriormente, na década de 2000, apresentaram-se modelos mais sofisticados, com três e quatro lâminas.

Evolução das Máquinas de Barbear Bic para homem
Evolução das Máquinas de Barbear Bic para mulher

Depois vieram modelos com lubrificante com leite de coco, Aloe Vera, Vitamina E, para garantir mais suavidade e menos irritação da pele. Entre as outras inovações da Bic destaca-se ainda a tecnologia Flex (com lâminas montadas sobre molas que distribuem e absorvem a pressão dos movimentos).

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].