Google Maps rende-se às duas rodas e passa a mostrar percursos e direcções para bicicletas, em Portugal

©Leonardo Zorzi
©Leonardo Zorzi

As ciclovias têm sido um dos temas mais “quentes” dos últimos meses no País, especialmente em Lisboa; para facilitar as deslocações de bicicletas, o Google ganha novas funcionalidades.

Esta semana, a app de mapas da Google vai começar a mostrar direcções especificamente para que quem se desloca de bicicleta tenha acesso a percursos mais indicados para as duas rodas, em concreto com recurso a ciclovias.

«O rollout da nova funcionalidade em Portugal inicia-se hoje e irá decorrer ao longo dos próximos dias, altura em que estará disponível para todos os utilizadores. Além do percurso, é possível conhecer as ciclovias disponíveis em cada zona, cidade ou região», escreve a empresa no seu blog.

Lisboa é uma das principais cidades nacionais que passa a ter direcções para bicicletas, fruto de uma parceria entre a Google, o site ciclovias.pt e a Câmara Municipal; ironicamente, o novo presidente, Carlos Moedas, quer acabar com uma das principais ciclovias da cidade, na Almirante Reis.

A posição “anti-ciclovia” de Moedas foi, inclusive, alvo de um protesto feito por ciclistas nesta artéria da cidade, no dia em que tomou posse como presidente da CML.

©Google DR
©Google / DR. | Para já, quer as apps (actualizadas) do Google Maps para iOS e Android ainda não mostram direcções para bicicletas; o ícone deve ficar no menu de topo, onde estão já os do automóvel, TVDE, comboio e a pé.

Para conseguir mostrar o «percurso mais actualizado», a Google diz usar «machine learning» e «algoritmos complexos» em conjunto com «informação de entidades públicas e contributos dos utilizadores».

A empresa lembra ainda que os «departamentos de trânsito das cidades» podem aceder à Geo Data Upload Tool para actualizar os mapas com ciclovias existentes que não tenham sido cartografadas pela Google.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].