Centro Rastreio Coronavirus Porto ©Miguel Nogueira
Centro Rastreio Coronavirus Porto ©Miguel Nogueira

Queimódromo do Porto recebe centro de rastreio do Coronavírus com capacidade de 400 testes por dia

É uma iniciativa da Unilabs Portugal que propôs à Câmara Municipal do Porto e a Administração de Saúde do Norte um sistema de testes com um formato especial: em regime de drive-thru.

O Queimódromo do Porto, em Matosinhos, passou a ser o primeiro centro de rastreio do SARS-CoV-19 em Portugal instalado numa área fora de ambiente hospitalar e com um conceito que facilita o acesso aos testes.

Para já em fase-piloto (ou seja, em testes), este ponto de recolha de amostras e análises funciona apenas por marcação – ou seja, os suspeitos de estarem infectados com o SARS-CoV-19 têm se ser encaminhados pelo SNS, com uma hora certa para fazerem o despiste.

Para já, podem ser feitos 400 testes por dia

Este centro de rastreio, criado pela Unilabs Portugal, assenta numa unidade móvel de apoio e numa tenda, com o modelo drive-thru: ou seja, os doentes podem ir de carro e, sem sair, fazer o teste no Queimódromo do Porto, caso os médios no local assim o decidam.

Os responsáveis dizem que, para já, este ponto de rastreio e despiste do Coronavírus pode fazer 400 testes por dia, mas o objectivo é chegar aos 700, disse a empresa em comunicado, partilhado pelo Observador.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e praias selvagens do Alentejo. É editor do site Trendy e faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores spots para fazer surf. Pode falar com ele pelo e-mail [email protected].