As novas versões de super-heróis da Marvel e da DC estão a quebrar tabus e a adaptar-se aos novos tempos. O próximo Super-Homem é um bom exemplo desta tendência, que apela à diversidade de género.

Segundo uma fonte ligada à Warner Bros, os próximos filmes standalone de Batman e Super-Homem vão deixar de contar com Henry Cavill e Ben Affleck.

A Netflix acaba de fazer dois grandes anúncios esta semana que metem ao barulho o actor Henry Cavill e Ellen DeGeneres: uma série e um espectáculo da stand-up.

Apesar de Wonder Woman ter conquistado os cinemas e de ter sido o filme que relata a origem de um super-herói com mais lucro de sempre, a DC não conseguiu capitalizar o momento.