Uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra fez um estudo sobre o impacto desta fruta no organismo e descobriu que o fígado pode sofrer com o consumo em excesso.

Segundo os responsáveis, a quinta Uva do Monte nasceu a partir da «recuperação das casas antigas de uma família de agricultores locais».