Protagonizada por Beatriz Batarda (mulher de Bruno Nogueira e que vimos, recentemente em Colo, de Teresa Villaverde), Sara segue a vida de uma actriz de cinema conceituada que é vítima de typecasting.

O filme era o mais nomeado dos Prémios Sophia 2018, com catorze indicações, entre as quais Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Actor e Actriz Principal.

São Jorge segue a vida do pugilista Jorge que tem de seguir uma vida ligada às cobranças difíceis para sobreviver. O filme conseguiu 14 nomeações para os Sophia 2018.

Segundo a Nos, o filme realizado por Marco Martins terá ainda conseguido esgotar «várias sessões» nas 23 salas onde está a passar.

Com uma fotografia de excepção, do melhor que se fez em Portugal nos últimos anos, São Jorge perde-se demasiado em cenas inconsequentes.

A ideia também acabou por ganhar força depois de Nuno Lopes ter contado ao realizador que queria fazer um filme sobre boxe.