O ponto de partida é a música do genérico, Pensamos no Futuro Amanhã, interpretada por Ana Bacalhau, com autoria de João Só. 'Futuro' é mesmo o elo de ligação entre todos os participantes.

A série, tal como o nome deixa antever, passa-se em 1986, o ano em que aconteceram as «eleições presidenciais mais concorridas da democracia portuguesa».

Depois de o seu filme Refrigerantes e Canções de Amor ter estreado no cinema em 2016, chega agora a vez de Nuno Markl ver uma série da sua autoria na TV.