As apostas estão na moda e os bónus ainda mais!

por • 29 Outubro, 2018 • PublirreportagemComentários fechados em As apostas estão na moda e os bónus ainda mais!611

As apostas desportivas são um sucesso entre os milhões de fanáticos pelo desporto em Portugal.

Cristiano Ronaldo e companhia fazem as delícias aos fãs dentro de campo, mas fora dele muitos gostam de arriscar a sua sorte e tentar um hat-trick nos boletins de aposta.

O espírito competitivo também está presente entre as casas de apostas online em Portugal, que tentam encontrar formas criativas e inovadoras de aliciar os apostadores.

É o que acontece com os bónus de apostas oferecidos por estes operadores, que tomam várias formas e tipos. Quem ganha com isso são, claro, os apostadores que vêm nesta regalia uma oportunidade de se aventurar e ganhar um rendimento extra.

1 – Bónus de primeiro depósito

É talvez o tipo mais comum, presente em todas as casas de apostas. Infelizmente, estas ofertas não duram para sempre e cada jogador só tem direito a um, quando abre uma conta. Na maior parte das vezes consiste em duplicar o primeiro depósito do cliente, ou seja, se deposita 20 euros fica com 40 para apostar.

2 – Aposta sem risco

Também conhecidas como ‘freebets’, com este tipo de promoção o apostador pode testar o seu instinto numa aposta sem medo de perder. Caso não ganhe essa aposta a casa devolve-lhe o seu valor, ou noutros casos, a própria casa faz um crédito na sua conta com o valor do bónus.

3 – Recarga ou Cashback

Neste modelo a casa de apostas devolve uma parte do dinheiro apostado, sendo que esse montante varia de operador para operador. Não é tão atractivo como as apostas sem risco, mas não deixa de ser uma boa oferta da qual devemos tirar proveito sempre que possível.

Se é grátis então toda a gente gosta, mas nem sempre é tudo um mar de rosas. É importante conhecer as diferentes variantes destas promoções que aqui apresentamos, pois cada uma das casas de aposta com bonus tem as ruas regras específicas.

Temos de ter especial atenção também aos operadores que escolhemos. As plataformas reguladas em Portugal são a nossa melhor aposta neste caso, pois assim evitamos conflitos legais.