Iva Viana - Estuque

Iva Viana, a estucadora portuguesa que decora hotéis em Londres e Paris

por • 31 Março, 2015 • Made in PortugalComentários fechados em Iva Viana, a estucadora portuguesa que decora hotéis em Londres e Paris2991

Iva Viana licenciou-se em escultura, na Faculdade de Belas Artes do Porto, mas é nos estuques, arte antiga e de cunho masculino, que foca o seu trabalho. Londres e Paris são algumas das cidades que têm a sua marca.

Nem sempre são escritores, pintores ou fotógrafos portugueses que se destacam, lá fora, nas artes. Claro, é mais fácil apontar nomes quando o tipo de arte é mais popular, mas o trabalho de Iva Viana prova que é possível deixar uma marca pessoal quando se trata de um artifício menos conhecido.

Relacionamos muitas vezes o estucador com obras em casa ou com reparações, mas a portuguesa Iva Viana, 33 anos, faz disso uma arte.

Quando trabalhava para uma empresa estrangeira de gessos decorativos criou os painéis dos hotéis Four Seasons (Londres) e do Shangri-La (Paris). Mas a arte de Iva não se fica pela Europa Central: Rússia e Taiwan fazem também parte dos países onde há estuque português.

Natural de Viana do Castelo (de onde, se diz, eram também melhores estucadores de Portugal) a estucadora de 33 anos explora sobretudo técnicas tradicionais de escultura decorativa em gesso, que aposta em recuperar e actualizar.

No atelier que abriu no início do ano passado, a autora não se limita só a criar ou a produzir. O foco são os trabalhos em estuque, tanto a execução de grandes esculturas por encomenda quanto a criação de peças de autor, objectos pequenos e decorativos, mas desde os contactos comerciais ao packing das encomendas.

Esta postura artística que a caracteriza tem-lhe valido outro tipo de parcerias e convites, como é o caso da recente colaboração no catálogo Primavera/Verão 2015 da marca de calçado Eureka Shoes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Até 11 de Abril há também estuques de Iva Viana para ver em Viana do Castelo, na loja/galeria Objectos Misturados, num trabalho que, pela primeira vez, recorre à introdução de cor, contrariando o elemento fundamental (matéria-prima) que é a base e o mote principal, do seu trabalho.

A exposição é inédita e segue depois para Lisboa (Pura Cal, Lx Factory) e para o Porto (THE LAB, Eureka Flagship Store), onde ficará também patente.

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish