Parta à aventura: 10 dicas para planear viagens em 2017

Parta à aventura: 10 dicas para planear viagens em 2017

Janeiro é um dos melhores meses para começar a programar viagens para o resto de ano. A Momondo e o TRENDY têm 10 dicas para seja mais prático e simples planear as férias.

Escolher o destino certo, inspirar-se quando está em viagem e conhecer bem as populações locais são alguns dos ingredientes essenciais de uma boa receita para viajar e tirar o máximo partido da sua epopeia.

Se acha que em 2016 não viajou tanto como queria, faça de 2017 o ano em que parte em busca de novas paragens de forma mais organizada, mas sem nunca perder o elemento surpresa.


1 – Escolha destinos dentro do seu orçamento

Todos temos os nossos sonhos, mas se a nossa condição financeira não permitir grande voos, vamos ter de optar por viagens mais em conta.

Para que não faça um rombo na sua carteira, compre os bilhetes de avião com antecedência e faça o mesmo com as reservas em hotéis. Escolher um país onde o custo de vida é mais acessível também deve ser um critério essencial.

Se quiser estar mais à vontade e fazer uma viagem mais longa, não passe o ano a fazer escapadinhas de fim-de-semana e concentre o seu orçamento em duas ou três boas viagens.


2 – Faça listas

Fazer uma lista (realista) de viagens a fazer ajuda-o a programar as coisas com mais antecedência e a conseguir poupar durante o tempo certo, para ter orçamentos certos para as suas aventuras.


3 – Peça conselhos a outras pessoas

Se está a pensar fazer um safari no Quénia ou mergulho na Tailândia, tente encontrar pessoas que já tenham tido estas experiências para que se possa organizar melhor.
amantes-de-viagens
Existem vários grupos no Facebook, como o Amantes de Viagens, onde há sempre membros disponíveis para ajudar com locais a visitar, sítios onde ficar e dicas várias, para que a sua viagem seja mais prazerosa.


4 – Por vezes a nossa própria companhia é o melhor

Se não tem ninguém que consiga tirar férias na mesma altura, não se acanhe: viajar sozinho e ser o único a decidir onde ir e quando ir é uma sensação fantástica de liberdade. Além disso, pode sempre fazer amizades no país, ou países, por onde vai passar.


5 – Se possível, tenha um conhecimento local

Esta dica vem na sequência da anterior. Se viajar sozinho, tente conhecer alguém antes no país de destino. Existe um grande número de diferentes comunidades, fóruns e serviços de alojamento online que servem precisamente para isso. Estas pessoas podem dar-lhe bons conselhos e informações sobre o lugar em questão.


6 – Desligue-se da Internet

É claro que é sempre bom falar com a família e amigos que ficaram em Portugal, mas a regra deve ser: evite ligar-se ao Wi-Fi. Use mapas em papel e peça direcções às pessoas que vivem nas zonas que visitar e dê ouvidos às suas sugestões.
usar-um-mapa


9 – Seja espontâneo

Às vezes também é bom decidir fazer uma viagem de um dia para o outro. Caso tenha essa flexibilidade, faça a mala, reserve um voo e parta à aventura no país de destino.


10 – Aproveite as escalas longas

Se a sua viagem incluir escalas longas, é quase certo que o bilhete de avião bilhete fica mais barato. E há um bónus: e fica com tempo para sair do aeroporto e explorar mais um local antes de chegar ao destino.


11 – Deixe-se inspirar

Seguir blogues de viagem, como o de Lígia Gomes (A Crush On) ou ler livros que são autênticas pérolas, como os de Gonçalo Cadilhe, podem ser o tónico ideal para programar a sua viagem. Quem sabe se isto não o vai mesmo motivar para iniciar a publicação das suas experiências em blogue ou em livro.
a-crush-on

Sobre o autor

Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por gadgets com ecrã táctil e vinhos do Alentejo. É editor do site Trendy onde faz regularmente viagens pelo País em busca dos melhores hotéis e escreve para a PC Guia.

Ver todos os artigos de Ricardo Durand

Deixar uma resposta