J.K Rowling

Não, J.K Rowling não é a escritora que mais dinheiro recebe

por • 5 Agosto, 2016 • LivrosComentários fechados em Não, J.K Rowling não é a escritora que mais dinheiro recebe615

A Forbes divulgou a lista dos escritores que mais recebem pelo seu trabalho. Apesar de figurar na lista, J.K Rowling não ocupa o primeiro lugar, sendo ultrapassada por James Patterson nesta lista de quem tira pilhas de dinheiro das páginas.

A lista da Forbes contabiliza o período entre Junho de 2015 e Junho de 2016 – o que talvez explique a medalha de bronze de Rowling – mas já lá vamos. No total, os autores que mais dinheiro recebem pelas suas obras contabilizam ganhos de 269 milhões de dólares (cerca de 242 milhões de euros).

Pela terceira vez, James Patterson, autor que criou a saga dos policiais protagonizados por Alex Cross, consegue o primeiro lugar nesta tabela. Durante 12 meses, Patterson arrecadou 95 milhões de dólares (85 milhões de euros).

O facto de Patterson ter visto uma das suas sagas Zoo ser transposta para o pequeno ecrã, pelas mãos da norte-americana CBS, também ajudou às vendas. Ainda por cima, quando a série já está renovada para uma segunda temporada.

No segundo lugar dos escritores estrela está Jeff Kinney – que com valores de 19,5 milhões de dólares (cerca de 17,5 milhões de euros), certamente vai ter muita margem de manobra para comprar bananas. Kinney é autor da lucrativa saga O Diário de um Banana, um verdadeiro sucesso de vendas também em Portugal. Note-se a enorme diferença de valores entre o primeiro e segundo lugar…

Jeff Kinney

J.K Rowling surge no terceiro lugar desta lista de escritores que mais dinheiro recebem a nível mundial. Com um total de 19 milhões de dólares (cerca de 17,2 milhões de euros), é provável que bastassem mais uns meses de vendas para que Rowling subisse uns lugares na lista.

Afinal, a britânica lançou Harry Potter and the Cursed Child, no dia 31 de Julho, e já ultrapassou a marca dos dois milhões de cópias vendidas. Ainda assim, o livro que contém o guião da peça que conta a jornada de Harry Potter 19 anos depois do final de «Harry Potter e os Talismãs da Morte». Também as vendas de bilhetes para a peça em West End estão a correr de vento em popa, com bilhetes já vendidos até Maio de 2017. Além disso, em Novembro chegará às salas de cinema Fantastic Beasts and Where to Find Them – portanto, a multiplicação de cifrões tem tudo para continuar.

De uma forma geral, esta tabela não tem assim surpresas tão grandes – afinal, são autores com carreiras já consolidadas. Ainda assim, há estreias neste clube restrito dos mais bem pagos da literatura. Caso disso são Paula Hawkins, autora de A Rapariga do Comboio, que contabiliza pouco mais de 9 milhões de euros em receitas. Note-se também que, a par de Em Parte Incerta e Millennium 1:  Os Homens que Odeiam as Mulheres, este livro foi um dos fenómenos literários com uma protagonista feminina a chegar aos tops dos livros mais vendidos.

Com a adaptação cinematográfica preparada para Outubro, à semelhança de J. K. Rowling, é muito provável que Paula Hawkins suba vários lugares na tabela. Este ano, fica-se pelo nono lugar.

Agora, surpresa!, George R.R. Martin já não recebe tanto quanto em anos anteriores: divide o 12.º lugar com Dan Brown e Rick Riordan. Com um livro prometido há já vários anos, a galinha dos ovos de ouro da série Game of Thrones, da HBO, caminha a passos largos para o fim (a oitava temporada será a última, em 2018).

 

Esta lista da Forbes é feita tendo em conta as vendas de livros, ebook e audiobooks, mas também com os ganhos que surgem de séries de televisão e filmes.

Artigos Relacionados